Em evento de gala na noite dessa quinta-feira, em São Paulo, com direito a presença de Rodrigo Santoro e uma grande apresentação audiovisual, a Samsung anunciou a data do Samsung Pay no Brasil: dia 19 deste mês. O serviço de pagamento móvel já conta com parceiros estratégicos para o lançamento e quer se posicionar de forma pioneira no país, que é o primeiro da América do Sul a disponibilizar essa regalia da gigante sul-coreana. O TecMundo compareceu à ocasião para conferir as novidades de perto.

Sob a promessa de ser seguro e fácil de usar, o Samsung Pay pode ser utilizado para efetuar compras em praticamente qualquer lugar que aceite cartões de débito ou crédito graças às tecnologias MST (“Magnetic Secure Transmission”, em inglês, ou “Transmissão Magnética Segura”) e a já conhecida sigla NFC com smartphones da Samsung elegíveis para a operação.

Como apresentador, Rodrigo Santoro esteve no evento de lançamento do Samsung Pay no Brasil

Quais são os celulares compatíveis?

Ao todo, 9 aparelhos da marca vão atender a essa demanda, conforme postamos no Twitter, em tempo real, durante a cobertura do evento: A5 2016, A7 2016, família S6 (S6, S6 Edge e S6 Edge Plus), Note 5, S7 e S7 Edge, inclusive a edição das Olimpíadas. Nos próximos dias, o aplicativo aparecerá na sua telinha por meio de uma atualização (isso se já não tiver aparecido). Quem comprar um desses aparelhos nos próximos lotes já terá o aplicativo pré-embarcado.

"O Samsung Pay reforça o foco da empresa em gerar valor para os consumidores e parceiros, trazendo serviços inovadores a seus smartphones. Estamos sempre buscando tecnologias criativas e novas possibilidades de uso para oferecer aos consumidores uma experiência de carteira móvel envolvente e integrada", endossou Thomas Ko, vice-presidente e co-gerente geral global do Samsung Pay.

Você sabia que o Brasil tem um dos sistemas bancários mais modernos do mundo?

A transição dos bancos para os meios digitais e a modernização dos serviços dessas entidades, ainda que elas imponham uma incômoda burocracia (que já diminuiu), tem sido rápida no Brasil, que é um modelo a outros países nesse quesito. Até mesmo destinos do Primeiro Mundo não são tão modernos quanto a gente no que toca à digitalização dos sistemas bancários.

Uma área de experimentação estava disponível para testar o serviço

Como o primeiro mercado da América do Sul a utilizar o nosso serviço de pagamento móvel, o Brasil abrirá caminho para a adoção do Samsung Pay na região

O Brasil se une a Estados Unidos, Coreia do Sul, China, Espanha, Singapura, Austrália e Porto Rico na lista de mercados prioritários para o lançamento do serviço móvel de pagamentos. Segundo Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária, o crescimento de uso de mobile banking em 2015 foi de 138% em relação ao ano de 2014. Isso significa que os brasileiros fizeram 11,2 bilhões de transações bancárias pelo celular, enquanto em 2014 eram 4,7 bilhões.

“Estamos muito animados com o fato de que o Samsung Pay agora está disponível no Brasil. Como o primeiro mercado da América do Sul a utilizar o nosso serviço de pagamento móvel, o Brasil abrirá caminho para a adoção do Samsung Pay na região", afirmou André Varga, diretor de produtos da divisão de dispositivos móveis da Samsung no Brasil.

Como o Samsung Pay vai funcionar na prática

Conforme mencionado, o Samsung Pay vai trabalhar com os protocolos NFC e MST, o que dá uma forte amplitude para uso do serviço. Praticamente qualquer estabelecimento que aceite cartões de débito ou crédito estará ao alcance dessa funcionalidade – sem nem saber.

Para fazer um pagamento com o Samsung Pay, o consumidor só precisa selecionar o cartão em um smartphone compatível da marca, colocar a impressão digital ou digitar a senha e concluir a operação. Simples assim. As informações dos cartões devem ser pré-registradas no aplicativo; basta tirar uma foto para que o sistema armazene número, nome e data de vencimento. Até 10 cartões podem ser inseridos em cada aparelho.

Armazenar as informações dos seus cartões no Samsung Pay é fácil

Os concorrentes Android Pay e Apple Pay, por exemplo, só possuem o NFC. Portanto, se a máquina de pagamento não suportar transações por aproximação, o smartphone ganha uma etapa adicional e gera uma espécie de campo magnético, semelhante ao que já ocorre com a tarja dos cartões tradicionais, para concluir o procedimento. Essa “etapa adicional” pode gerar alguma confusão no lojista. Aliás, como eles serão orientados sobre todo esse novo sistema de pagamento? Vamos falar sobre isso mais adiante.

Que cartões serão aceitos no começo?

Quando o serviço for lançado no próximo dia 19, terça-feira, é importante ficar atento à disponibilidade de cartões/bandeiras/bancos aceitos. Confira a lista da Samsung para essa leva inicial:

  • Santander: Platinum MasterCard, Unlimited MasterCard Black, Platinum Visa, Platinum Style Visa, Platinum Visa Santander Unlimited Visa Infinite, Dufry Platinum Visa, Elite Visa Van Gogh, Platinum Visa, Elite Visa Select, Style Platinum Visa, Unlimited Visa Infinite, Unique Visa Infinite
  • Banco do Brasil: Ourocard Visa Platinum Estilo, Ourocard Visa Infinite, Ourocard Visa Infinite Estilo
  • Caixa: cartão de débito Caixa MasterCard
  • Brasil Pré-Pagos: Brasil Você Internacional
  • Caixa: cartão de débito Caixa MasterCard
  • Porto Seguro: Visa International, Visa Gold, Visa Platinum, Visa Infinite

Outros parceiros já confirmados são Itaú, Bradesco, Nubank e Banrisul, que devem chegar nos próximos 30 a 60 dias, de acordo com a Samsung.

Banrisul, Bradesco, Itaú e Nubank são os próximos da lista

E a segurança desse processo todo?

O Samsung Pay usa três níveis de segurança para garantir pagamentos seguros: autenticação biométrica, geração de token e Samsung KNOX. As informações são registradas ponta a ponta e contam com todo o backup da Samsung, além das instituições parceiras, para quaisquer eventualidades.

E como os lojistas vão saber disso?

A Samsung disse que a implantação dessa nova cultura de pagamento será realizada aos poucos ao longo dos próximos meses. A companhia disse que fará treinamentos específicos em milhares de lojas e centros de comércio em todo o Brasil, além de uma forte campanha de marketing para que todos tenham conhecimento da existência dessa tecnologia.

Executivos e parceiros do lançamento do Samsung Pay no Brasil

É isso. O Samsung Pay será um ponto de partida para uma verdadeira mudança na forma de pagamentos móveis aqui no Brasil, que está muito bem posicionado nesse setor. É claro que sair de casa sem levar a carteira e aquele monte de cartões ainda é um cenário inimaginável, mas é possível ter um esboço de como isso seria com um serviço assim.

Se o Samsung Pay apresentar a robustez que promete e se tornar acessível, é só uma questão de tempo até que essa cultura caia no gosto dos consumidores e seja implementada paulatinamente ao redor deste imenso país – e isso também vai sacudir a concorrência.

Discuta conosco quais são suas expectativas pessoais para o Samsung Pay e o que você espera que a tecnologia mude na seção destinada aos comentários logo abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: