O futuro já chegou. Depois de muitos protótipos de aparelhos que prometem experiências incríveis em mundos virtuais, parece que estamos em um nível satisfatório de qualidade e imersão.

Apesar de os dispositivos para computadores estarem entre os favoritos dos consumidores, alguns modelos para celulares vêm chamando atenção. É o caso do Samsung Gear VR, um dos primeiros a entregar uma experiência impressionante e que roda nos smartphones.

A Samsung já vem apostando neste segmento faz tempo, sendo pioneira no desenvolvimento de produto e também de aplicativos. Recentemente, a fabricante lançou o novo Samsung Gear VR, que acaba de chegar ao Brasil com preço na faixa dos 800 reais.

Nós passamos alguns dias brincando com o dispositivo, experimentando os tantos apps que existem na loja da Samsung. A brincadeira valeu a pena, o aparelho realmente impressiona, mas vale conferir alguns quesitos específicos antes de você comprar o seu Gear VR. Acompanhe nossa análise para conhecer os prós e contras do aparelho.

Design e conforto

Se a primeira impressão é a que fica, então a Samsung começou acertando na concepção do Gear VR. O visual do produto impressiona ao combinar simplicidade e elementos que garantem conforto. A carcaça é de plástico, o que deixa o produto bem leve.

Todo o aparelho é composto por elementos nas cores branca e preta, com alguns itens em tons de cinza. Os botões ficam instalados discretamente, mas em posição de fácil acesso. A tampa frontal não é totalmente opaca, de modo que alguma luminosidade pode passar quando não há um celular instalado.

As espumas instaladas na parte interna garantem conforto no uso. Há componentes ao redor dos olhos e em parte do apoio para o nariz, mas nós sentimos falta de alguma proteção adicional para a parte superior do nariz, porque, dependendo da pessoa, essa região de plástico pode incomodar.

A experiência com o Gear VR é muito boa. Ele fica ajustado confortavelmente e o peso não incomoda quase nada. Os ajustes evitam que o produto fique muito apertado, principalmente o que está na parte de cima e ajuda a distribuir o peso.

No começo, o uso dos óculos pode ser um pouco esquisito, mas é fácil se acostumar, sendo que depois de um tempo você nem se lembra de que está usando um dispositivo para ver outro mundo. Para ter a experiência completa, os fones de ouvidos devem ser conectados diretamente no smartphone, no pequeno espaço disponível na lateral do dispositivo.

Obviamente, a Samsung não se esqueceu do conector para energia, já que a experiência com realidade virtual consome muita bateria e pode ser preciso conectar o cabo após algum tempo de uso. A conexão fica na parte de baixo e permite usar as capacidades de realidade virtual mesmo quando a energia está escassa.

Facilidade de uso e qualidade de imagem

Desenvolvido em parceria com a Oculus, este modelo da Samsung consegue oferecer conforto e boa qualidade de imagem. O ajuste de foco é muito preciso, o que torna a nitidez da imagem ideal para qualquer usuário. Basta rolar o componente que fica acima dos óculos para deixar o conteúdo mais nítido. Isso é muito bom, pois personaliza a experiência para cada pessoa.

Os botões de navegação, confirmação e cancelamento instalados na lateral do Gear VR ajudam muito, pois dão mais interação ao produto. É muito fácil usá-lo, ainda mais que está tudo em português e as instruções são simplificadas.

No começo, a utilização é um pouco confusa em determinados apps, já que isso varia de acordo com a interface, mas o produto da Samsung ajuda muito nesse sentido, pois traz tudo ao alcance dos dedos. Várias pessoas testaram o produto em nosso escritório e não tiveram dificuldade em brincar nos jogos e apps.

Bom, quanto à qualidade de imagem, todos os modelos mais recentes da Samsung trazem telas de altíssima definição. Esses são basicamente os únicos aspectos que vão determinar a qualidade de imagem, então não temos nada do que reclamar nesse sentido.

No entanto, quando tratamos de conforto visual, a história muda um pouco, já que a limitação de hardware pode deixar a experiência um pouco cansativa. A taxa de atualização do smartphone pode não ser tão confortável para a visualização em uma distância tão curta, bem como a taxa de frames travada pode incomodar um bocado.

Compatibilidade, apps e experiência geral

Por se tratar de um produto da Samsung, o Gear VR é compatível somente com os seguintes aparelhos: Galaxy S6, S6 Edge, S6 edge+ e Note 5. Quando falamos em compatibilidade, estamos tratando do uso completo do produto, mas é possível encaixar outros aparelhos (como o Moto X de segunda geração).

O esquema para encaixar o smartphone no Gear VR é bem simples. Você só precisa plugar o aparelho no conector de energia e empurrar para travar. Como o produto se destina a aparelhos de diferentes tamanhos, ele tem dois ajustes de posição, garantindo que o celular fique bem fixo independente do modelo que você vai usar.

Nós testamos o Gear VR com o Galaxy Note 5. O smartphone coube perfeitamente, de modo que não notamos qualquer vazamento de luz ou problema no encaixe. Ficamos impressionados com a qualidade de imagem do Galaxy Note 5 e as respostas do smartphone foram excelentes.

A experiência com o Galaxy Note 5 foi satisfatória na maioria dos apps, mas, conforme comentamos acima, ainda deixa a desejar quando pensamos na taxa de atualização e na taxa de quadros que varia muito conforme o software em execução.

Quando conectamos o smartphone ao Gear VR, o aplicativo de realidade virtual é executado automaticamente, então não é preciso ficar vasculhando o menu para achar o software. A interface é bem intuitiva e descomplicada.

O celular vem com vários aplicativos demonstrativos, incluindo uma apresentação do Cirque du Soleil, trailers dos filmes da DreamWorks, joguinho e uma loja muito completa. Dá para baixar vários outros softwares gratuitos ou comprar apps mais elaborados.

O campo de visão chega a 96 graus, o que permite ter uma boa imersão e quase não perceber o dispositivo ao redor dos olhos. Quer experimentar o Netflix em um telão? Com o Gear VR você pode! Vários apps ficam bem diferentes.

Uma coisa que pode incomodar um bocado é a experiência em si da realidade virtual. Isso depende de pessoa para pessoa, mas é normal ficar com dor de cabeça ou tontura após algum tempo de uso. Infelizmente, esses aparelhos ainda estão longe de oferecer uma experiência real.

Além disso, algumas pessoas em nosso escritório reclamaram quanto à proximidade da lente. Ela fica bem perto dos olhos, o que causa incômodo e pode até acabar apresentando algum embaçado na imagem. Talvez um pequeno sistema de respiro pudesse solucionar este inconveniente.

Como já comentamos, até é possível usar o Moto X com o Gear VR, só que ele não funciona como um Samsung. Conseguimos encaixar o smartphone, mas isso não quer dizer que aproveitamos a mesma experiência. Aparelhos de outras marcas não trazem o software da Samsung e, portanto, não podem usar os botões do aparelho, o que complica o uso em alguns apps e jogos.

Vale a pena?

O Samsung Gear VR é um aparelho que impressiona, afinal estamos tratando de uma experiência completamente nova que é possível ser executada diretamente no celular. Temos aqui um dispositivo que dá um passo ao futuro e apresenta muita coisa nova para o consumidor, o que é algo que devemos ressaltar como a principal qualidade do produto.

A experiência no geral é muito legal, sendo difícil encontrar alguém que não fique impressionado com os aplicativos e jogos que rodam no Gear VR. Aliás, a quantidade de softwares disponibilizados na loja da Samsung é um ponto positivo, já que tem muita coisa para explorar e sem precisar pagar.

Ainda que seja inovador, a experiência nem sempre é extremamente proveitosa. Talvez por falta de costume ou por conta das limitações dos smartphones, muita gente ainda deve sentir algum desconforto com os óculos de realidade virtual. Isso sem contar com outras considerações que já citamos anteriormente.

Bom, o Samsung Gear VR chega ao Brasil por 799 reais. O valor é salgado, ainda mais para um aparelho exclusivo para alguns poucos modelos de smartphones, mas parece que é o preço a ser pago para obter uma excelente experiência em realidade virtual.

Vale a pena comprar se você quer muito experimentar a realidade virtual e já tem um dos celulares top da Samsung, mas nós achamos que o valor está caro para ter muitas dores de cabeça. Talvez aguardar por um preço mais acessível ou investigar modelos que sejam compatíveis com outros produtos pode ser uma boa ideia.

Você acha que já está na hora de apostar na Realidade Virtual? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: