Acompanhando os indícios de que a Samsung deve acelerar a produção do Galaxy S8 para tentar compensar as vendas perdidas graças aos problemas do Galaxy Note 7, começam a surgir os primeiros detalhes do hardware do novo aparelho. A primeira novidade nesse sentido é o rumor de que o smartphone deve adotar o chipset Exynos 8895 com clock de 3 GHz — algo impressionante para um dispositivo mobile.

Para colocar o valor em perspectiva, basta lembrar que tanto o Galaxy S7 quanto o Note 7 possuem o Exynos 8890 com clock de 2,4 GHz em alguns países. Já a variante desses produtos equipada com o Snapdragon 820 apresenta frequência máxima de operação de 2,15 GHz — embora esse não seja o único fator determinante para o desempenho de uma CPU, a informação indica que o Galaxy S8 deve ter um poder de processamento considerável.

O novo Exynos vai trazer aprimoramentos relevantes para a vida de baterias

Segundo informações obtidas pelo site WWCFTech, uma das principais preocupações atuais da Samsung é assegurar que seu novo Exynos vai trazer aprimoramentos relevantes para a vida de baterias. No entanto, o dado que mais surpreendente é o suposto ganho de desempenho do hardware, que seria de 70% a 80% melhor que sua versão comercial mais recente.

Também há indícios de que a fabricante sul-coreana está trabalhando em um novo sistema de sensores fotográficos para o novo smartphone. Essa decisão teria surgido como uma resposta às lentes duplas presentes no iPhone 7 Plus, sendo que há a possibilidade de uma solução semelhante marcar presença na nova versão do Galaxy S.

Cupons de desconto TecMundo: