Depois de algum tempo desde o lançamento do Galaxy S6, a Samsung, em parceria com a operadora AT&T, lançou uma versão mais "hardcore" do aparelho. Batizado de Galaxy S6 Active, ele vinha com uma bateria maior, de 3.500 mAh, e duas certificações importantes: a IP68, que atestava a resistência do aparelho na água até 1,5 metro e 30 minutos, e a MIL-STD-810G, para o isolamento contra sal, poeira, umidade, chuva e resistência a vibração, radiação solar e choques térmicos.

Galaxy S6 Active pode ganhar um sucessor com o Galaxy S7

O Galaxy S7, por sua vez, já veio com a IP68, mas não contava com o mesmo case da linha Active, que garante que ele aguente mais as pancadas do dia a dia. Pelo visto, isso está prestes a mudar: de acordo com Evan Blass, conhecido por soltar informações vazadas sobre a indústria mobile, a Samsung pode estar trabalhando em uma versão "parruda" do smarpthone.

O código do modelo seria o SM-G891A e está sendo testado sob o codinome "Samsung Poseidon". Embora isso abra espaço para diversas interpretações, tudo parece indicar que realmente se trata de um Galaxy S7 Active.

A maior expectativa está no aumento da capacidade da bateria para 4.000 mAh, caso as especulações se concretizem de fato. O hardware, assim como no antecessor, não deve ser alterado, e a versão deve ser exclusiva para a AT&T – o que significa que talvez não cheguemos a ver o S7 Active por aqui.

O que você acha da chegada de uma versão mais resistente do Galaxy S7? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: