Quase três meses após a Samsung iniciar o processo de recolhimento do Galaxy Note 7, mais de 2,7 milhões de unidades do produto já foram enviadas de volta para a companhia. Embora o número seja positivo, ele ainda deixa de fora mais de 300 mil das 3,06 milhões de cópias do dispositivo que foram enviadas às lojas de todo o mundo.

A taxa de devolução é superior a 90% em mercados como os Estados Unidos e a Europa, mas a companhia está tendo algumas dificuldades em obter os mesmos resultados em seu “quintal”. Na Coreia do Sul a taxa de devoluções está na casa dos 80%, mesmo após as atitudes que a fabricante tomou para incentivar seus consumidores.

Além de oferecer descontos nas compras de aparelhos como o Galaxy S7 (e o futuro Galaxy S8), a Samsung liberou updates de software que restringem a capacidade de recarga do Note 7. Ao menos nos Estados Unidos, a última atualização programada para o aparelho deve ser lançada na próxima semana tornando-o totalmente incapaz de recarregar sua bateria — algo que deve forçar os últimos consumidores “resistentes” a uma troca a aderir ao recall.

Cupons de desconto TecMundo: