Se você achava que a Samsung estava pronta para deixar o Galaxy Note 7 descansar em paz depois de toda a polêmica das explosões, dois recalls e estimativa de prejuízos enormes, então é melhor rever suas previsões. De acordo com informações do site coreano The Investor, a fabricante está considerando a possibilidade de vender versões reformadas (“refurbished”, em inglês) em alguns mercados emergentes no ano que vem.

Citando fontes internas da indústria, a publicação afirmou que a Samsung está cogitando vender versões modificadas e reembaladas do phablet em países como Vietnã e Índia. Ao que parece, a empresa ainda não decidiu de forma definitiva se levará a iniciativa adiante ou não, portanto ainda não há muitos detalhes a respeito de seus planos nesse sentido.

Questão de preparação

Considerando que essa possibilidade realmente se concretize, resta saber se a fabricante conseguiu finalmente descobrir e corrigir com total certeza o motivo que levou suas baterias ou demais componentes a explodirem. Caso a resposta seja negativa e o plano de vender os Note 7 vá adiante, então é bom que a empresa esteja preparada a encarar uma nova rodada de polêmicas.

Seja como for, é improvável que o phablet seja disponibilizado pela empresa em grandes mercados internacionais, especialmente nos Estados Unidos e na Europa. Por enquanto, a Samsung já anunciou que está focando seus recursos em garantir que o Galaxy S8 tenha um lançamento livre de riscos, então provavelmente teremos que esperar mais um tempo para voltar a saber sobre o Note 7.

Cupons de desconto TecMundo: