Não há dúvidas de que o recall realizado pela Samsung para o Galaxy Note 7 vai gerar algum prejuízo. Além dos custos para substituir as baterias defeituosas ou receber de volta os aparelhos dos consumidores que não o quiserem mais, a empresa terá que lidar com a mancha que esse caso vai causar para a sua marca. Afinal, foram mais de 2,5 milhões de unidades encomendadas durante a pré-venda.

De acordo com Dong-Jin Koh, chefe do departamento de dispositivos móveis, o rombo para a Samsung será de uma quantidade realmente gigantesca, mas não especificou valores. Entretanto, especialistas da indústria calculam que os gasto da sul-coreana com essa falha poderão passar de US$ 1 bilhão (R$ 3,26 bilhões em conversão direta na cotação atual), o que é um número realmente astronômico.

Porém, nada se compara aos números que a Samsung iria experimentar se tivesse deixado esse problema de lado. O fato de a empresa ter assumido o erro e a responsabilidade pelo ocorrido com certeza vai minimizar os estragos causados pelo Galaxy Note 7 explosivo. A preocupação com os consumidores acabou falando mais alto do que o medo de queimar a sua reputação no mercado. Diante disso, temos que parabenizar a empresa pela postura e esperar que o problema seja de fato resolvido.

Cupons de desconto TecMundo: