A mais nova linha de smartphones da Samsung atende apenas pelo nome “A”. Ela chega ao mercado nacional com três novos produtos, os modelos A3, A5 e A7. Os dois primeiros já foram analisados pelo TecMundo e agora chegou a vez de conhecermos em detalhes o Samsung Galaxy A7, o "flagship" dessa nova linha de produtos.

O modelo tem como proposta a de ser um aparelho com acabamento premium e hardware competitivo, mas que não chega a ser considerado um top de linha. O Galaxy A7 tem tela de 5,5 polegadas, processador octa-core e 2 GB de RAM. Será que vale a pena investir o seu dinheiro nele? Isso é o que vamos descobrir agora nesta análise. Este produto foi cedido por empréstimo pela Cissa Magazine.

Testes de benchmark

3D Mark (Ice Storm Unlimited)

O teste Ice Storm Unlimited, do 3D Mark, é utilizado para fazer comparações diretas entre processadores e GPUs. Fatores como resolução do display podem afetar o resultado final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

AnTuTu Benchmark 5

Um dos aplicativos de benchmark mais conceituados em sua categoria, o AnTuTu Benchmark 5 faz testes de interface, CPU, GPU e memória RAM. Os resultados são somados e geram uma pontuação final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Vellamo Mobile Benchmark

O Vellamo Mobile Benchmark aplica dois testes ao aparelho: HTML5 e Metal. No primeiro deles é avaliado o desempenho do smartphone no acesso direto à internet via browser. Já no teste Metal, o número final indica a performance do processador. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Design

A nova linha de design da Samsung apresenta aparelhos com a traseira em plástico, sem bateria removível e com laterais em alumínio. Embora o modelo seja dual SIM, não dá para usar as duas entradas para SIM card ao mesmo tempo se você inserir um cartão micro SD no aparelho. Essa limitação pode ser um grande incômodo para muita gente - e consideramos uma falha no design criado pela empresa.

A sensação de leveza do aparelho também chama a atenção e manuseá-lo é uma experiência agradável. O Galaxy A7 transparece qualidade em sua construção e sem dúvida pode ser considerado um belo aparelho. Apesar do tamanho da tela - as 5,5 polegadas são para quem gosta de aparelhos grandes -, não é incômodo colocá-lo no bolso. Suas bordas finas são outro aspecto que merece destaque.

Tela

As telas Super AMOLED dos smartphones da Samsung costumam ser um dos destaques positivos dos aparelhos da empresa. No Galaxy A7 não é diferente. A resolução Full HD, mesmo em uma tela de 5,5 polegadas, resulta em uma alta densidade de pixels. Os níveis de brilho e a fidelidade de cores são excelentes. Para completar, o display conta ainda com a proteção Gorilla Glass 4, a mais resistente disponível no mercado.

Em nossos testes, a experiência de uso do aparelho sob a luz do sol foi bastante confortável, sem muitas distorçoes de cores ou reflexos que prejudicassem a leitura. A camada oleofóbica sobre a tela garante ainda uma experiência agradável ao deslizar os dedos sobre a superfície touch.

Desempenho

O Galaxy A7 tem oito núcleos de processamento dispostos em dois processadores quad-core. Somado a isso, temos ainda 2 GB de RAM. O hardware é mais do que suficiente para rodar jogos pesados ou exibir filmes e séries sem que o aparelho perca o fôlego. A transição entre aplicativos é suave e não encontramos qualquer problema nesse quesito.

Já o consumo de RAM está mais próximo do ideal, numa prova de que a Samsung vem trabalhando em sua interface de forma a torná-la mais leve. Enretanto, já é possível afirmar que a TouchWiz, ao menos no Galaxy A7, continua sendo o ponto mais fraco do produto.

Interface

A TouchWiz segue sendo um dos pontos negativos dos smartphones da Samsung. Mesmo com a evolução do software, ela ainda é uma das pesadas entre os concorrentes. Nesse caso específico, seu consumo ainda é alto, mas o hardware supre qualquer eventual problema. A versão do Android é a 4.4, mas o aparelho deve ganhar atualização para o 5.0.

Em relação aos aparelhos da empresa lançados no ano passado, as mudanças em termos visuais são sutis. O principal trabalho da empresa está mesmo no código. Outra boa notícia é o fato de que o número de apps pré-instalados também diminuiu, o que faz com que o consumidor tenha mais espaço para salvar os seus próprios arquivos. 

Bateria

Também não percebemos nenhum problema nesse quesito. Em nossos testes, o aparelho se saiu muito bem em uso moderado. A carga durou um dia inteiro de trabalho e chegou ao fim do dia com uma média de 20 a 30% de energia. Já em uso intenso, foram pouco mais de sete horas para drenar por completo a bateria.

Na prática, é possível sair de casa sem o carregador e não correr o risco de ficar na mão no fim do dia por conta da falta de energia. Além disso, a Samsung investe em modos específicos de economia de bateria que, embora limitem algumas funções, podem ser muito eficientes em uma situação mais crítica.

Câmera

O Galaxy A7 conta não apenas com uma, mas duas câmera de ótima qualidade. A câmera frontal, com 5 megapixels de resolução, é perfeita para selfies e proporciona imagens com ampla abertura de campo. Já a câmera traseira chega aos 13 megapixels e o resultado das suas capturas apresenta cores fieis e baixo índice de granulação. Mesmo em fotos noturnas os resultados são mais do que aceitáveis.

Áudio

Não há muito investimento por parte da Samsung nesse quesito. O aparelho vem acompanhado por fones de ouvido regulares, que cumprem bem a sua função. Da mesma forma, o áudio do aparelho em si quebra um bom galho e dá conta do recado. Somente em volumes mais altos há uma clara percepção de distorções ou ruídos.

Vale a pena?

É preciso pesquisar bastante antes de comprar um Galaxy A7. Segundo a Samsung, seu preço oficial é de R$ 2.099, mas encontramos o produto por até R$ 1.449 em algumas lojas. Embora tenha um hardware competente e não deixe o consumidor na mão em praticamente nenhum quesito, não há como negar que o preço ainda é um pouco alto se compararmos com outros modelos concorrentes.

Por outro lado, o acabamento premium que a Samsung apresenta no Galaxy A7 é, de fato, seu principal diferencial. O aparelho é leve nas mãos, demonstra ser resistente e garante bom desempenho na grande maioria dos jogos e aplicativos. As câmeras também podem ser consideradas acima da média para a categoria.

A nova geração de celulares da Samsung mostra que a empresa evoluiu bastante na construção dos seus produtos, mas talvez ainda falte se adaptar melhor no quesito preço. Porém, se você está disposto a pagar um pouco mais e levar um Galaxy A7 para casa, certamente terá um celular com um hardware que não vai te decepcionar.

O smartphone Samsung Galaxy A7 pode ser adquirido na loja Cissa Magazine.

Cupons de desconto TecMundo: