Um novo produto em desenvolvimento pela empresa Moley Robotics promete trazer os robôs para uma área da casa na qual poucos deles se atrevem a “pisar”: na cozinha. O robô-cozinheiro – ou melhor, a cozinha-robô, uma vez que a tecnologia feita por eles está mais para um cômodo automatizado – funciona de maneira bastante engenhosa, vinda na forma de um grande móvel com fogão, despensa, pia e utensílios.

Para ativar o robô Moley, basta acessar o painel digital do móvel, escolher a refeição e sentar para assistir o espetáculo. Fazendo isso, dois braços robôs surgem de um compartimento do cômodo, enquanto um vidro protetor se estende de maneira a fechar o balcão; os membros automáticos, por sua vez, começam a executar todo o processo de preparação, com perfeição que se compara à de um mestre na cozinha.

Imitando os mestres

Toda essa habilidade não ocorre por nada, vale notar. No lugar de utilizar alguma inteligência artificial avançada, esta cozinha robô simplesmente imita os movimentos feitos por quem fez a receita – processo que utiliza um conjunto de luvas especiais para gravar cada mínima ação do cozinheiro original.

A ideia é surpreendentemente inteligente, mas tem suas limitações. A cozinha, por exemplo, vem com um conjunto específico de utensílios, instrumentos e despensas, que devem sempre estar posicionadas no lugar exato para que o robô possa executar o processo corretamente.

Em compensação, o robô Moley vem preparado para compensar boa parte dessas “fraquezas”. Ele, por exemplo, faz todo o processo de limpeza da cozinha depois de preparar a comida, o que já é um ótimo começo para quem não quer cozinhar. Além disso, o método de gravação usado pelo serviço permite que você mesmo prepare seus pratos, e envie suas receitas para outras pessoas e amigos através do aplicativo do robô.

Por falar no app, esse é um dos aspectos do produto que já está pronto e inclusive está disponível para testes clicando neste link. A ideia aqui é trazer uma experiência moderna que se adapte às suas necessidades no momento, filtrando as várias receitas que eventualmente vão estar disponíveis para download. O aplicativo, vale notar, permite o controle total de seu Moley, e pode também ser utilizado via dispositivo móvel.

Mas será que o robô funciona além de uma animação em computação gráfica? O vídeo abaixo, que traz o Moley cozinhando em um evento em Xangai, no começo do ano, mostra que sim. Confira:

É claro que isso não tira todas as dúvidas quanto à eficiência do Moley, mas já nos dá uma ideia do que esperar dele. De qualquer forma, a equipe não espera que o robô esteja nas lojas antes dos próximos dois anos – o que quer dizer que eles têm muito tempo para aprimorar a tecnologia já desenvolvida.

Tão caro quanto um chef pessoal

Antes que você se anime demais com a possibilidade de não ter mais que cozinhar no fim de um dia cansativo de trabalho, já avisamos que a grande maioria das pessoas só vai ficar sonhando em ter um desses robôs. O motivo não deve ser nenhuma surpresa: esse cozinheiro autômato é incrivelmente caro.

Ao que foi dito pela empresa, o primeiro modelo dele vai chegar custando US$ 75 mil (o equivalente a R$ 279,5 mil), embora o preço deva cair pela metade dentro de quatro ou cinco anos. Isso, por sua vez, o torna algo restrito apenas a alguns restaurantes ou entusiastas da tecnologia que realmente esbanjam dinheiro.

Se mesmo esse preço salgado não o fez desistir, é só esperar, pois a primeira versão da cozinha-robô chega no fim de 2017.

Você acredita que robôs, poderão substituir os humanos? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: