Teorias da conspiração e de dominação mundial à parte, é fato que os robôs podem ajudar – e muito – no nosso dia a dia. Antes relegados a laboratórios e linhas de produção por todo o mundo, nossos colegas de metal e fios vão poder marcar presença em outro campo, muito mais amplo, agora: a construção civil. Isso porque um grupo de pesquisadores de Zurique, na Suíça, resolveu criar um trabalhador autônomo capaz de ajudar os operários humanos em praticamente qualquer tipo de obra.

Desenvolvido pelo Zurich’s Swiss National Center of Competence in Research, o In-situ Fabricator já está em fase de testes e é equipado com uma série de ferramentas e tecnologias que permitem que ele se adeque a uma infinidade de projetos e ambientes de forma inteligente. Apesar de não ser exatamente pequeno, o robô tem um tamanho compacto o suficiente e um design bem elaborado para que consiga se movimentar pelo terreno – graças a uma base com rodas – e erguer paredes com seu braço multiarticulado.

Uma dupla de computadores internos também garante a eficiência do projeto ao analisar tanto o cenário ao redor do equipamento – com um medidor de profundidade e distância à laser – como os dados obtidos com os sensores de localização do Fabricator. Essa combinação faz com que seja possível criar uma representação 3D de todo o espaço da construção, dando a chance para que o robô acuse empecilhos no planejamento inicial da obra ou se adapte facilmente a mudanças sem que seja preciso inserir novos dados no sistema dele.

Em entrevista à Reuters, o professor Matthias Kohler – um dos responsáveis pelo experimento – garantiu que a máquina não foi criada para tomar o lugar de trabalhadores de carne e osso. “Acredito que ele [o robô] vai trazer uma mudança drástica para as construções nos próximos cinco ou dez anos, só que as máquinas não devem substituir o homem, mas sim colaborar com o ser humano. É algo que combina o melhor de dois mundos”, explicou o cientista, mostrando que o produto deve apenas diminuir o desgaste nesse tipo de serviço.

Tá tudo dominado?

Mesmo com essa afirmação do pesquisador suíço, fica difícil não deixar a mente vagar para aquele futuro em que se imagina que os robôs assumam de forma quase completa grande parte dos trabalhos manuais e criativos feitos por nós. Não sabe do que estamos falando? Confira, então, a notícia do TecMundo sobre o vídeo publicado no YouTube no ano passado e entenda toda a polêmica.

Robôs devem invadir os canteiros de obra e ajudar os humanos nas construções. Comente sobre o equipamento autônomo no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: