Pesquisadores da EPFL (Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça) criaram um novo tipo de robô, bastante pequeno, que é inspirado nos origamis japoneses e, justamente por isso, é capaz de assumir diferentes formas. Os robôs ainda estão em fase inicial de desenvolvimento e de testes, porém já abrem margens para potenciais aplicações em um futuro não tão distante.

Pesando somente 4 gramas, esses robôs-origami conseguem se dobrar, virar, pular e caminhar. Criados no Laboratório de Robótica Reconfigurável da EPFL, eles também tiveram outra inspiração além da arte japonesa de dobrar o papel: o movimento das lagartas, já que elas possuem um padrão para se mover ao ficarem arqueadas e retas sucessivamente.

Mas o Tribot (um dos exemplos desenvolvidos) é capaz de saltar enquanto anda até sete vezes a própria altura – algo que as lagartas definitivamente não podem fazer. Esses movimentos tão drásticos podem ser feitos pelo fato de o robô pesar somente 4 gramas e utilizar molas fabricadas com ligas de memória de titânio e níquel.

As molas sempre se lembram da posição inicial do robô e, por isso, conseguem voltar à forma original sem dificuldades, acionadas por correntes elétricas bem leves. De acordo com os desenvolvedores, o grande ponto positivo desses robôs reside no fato de eles serem de fácil armazenamento e transporte, podendo ser dobrados e guardados quase como papel – basta criá-los em escalas maiores para mais aplicações.

Cupons de desconto TecMundo: