A partir do dia 20 de junho, será possível adquirir no Japão o robô que responde a emoções, como alegria, tristeza e raiva. Pepper é produzido pela empresa de telecom SoftBank, que pôs o produto à venda por ¥ 1,1 milhão, equivalente a R$ 27,1 mil.

Esse preço inclui o valor do robô – ¥ 198 mil, ou R$ 4,9 mil –, além de outras taxas que são cobradas pelo serviço de conexão com a nuvem por três anos, que permite às máquinas aprenderem coisas novas e compartilharem esses conhecimentos, e de uma garantia – também de três anos.

Inteligência artificial

A primeira tiragem do produto será de apenas mil unidades, e 20 delas já estão reservadas para a Nestlé, que pretende colocar os robozinhos para trabalharem em suas cafeterias japonesas. Até o fim do ano, a empresa suíça pretende ter em torno de mil Peppers servindo café em seus estabelecimentos.

O androide analisa gestos, tons de voz e expressões, reagindo de acordo com cada uma dessas informações. Ele possui um sistema de inteligência artificial alimentado via internet com tudo armazenado na nuvem, e as coisas que um deles “aprende” também servem para todas as outras unidades. Segundo os criadores, Pepper não só compreende como também possui emoções, replicando aquilo que vê nos humanos.

Pepper vai dominar o mundo?

A boa notícia para quem gostaria de ter um companheiro como esse em casa é que a SoftBank anunciou um acordo com a gigante do comércio Alibaba e a fabricante de componentes eletrônicos Foxconn, ambas chinesas, para realizar a produção de Pepper em larga escala e vendê-lo no mundo inteiro. Os valores que giram em torno desse negócio chegam a somar US$ 236 milhões, cerca de R$ 720 milhões. Ainda não há nenhuma data prevista para a distribuição internacional.

O robô japonês possui mais de 200 aplicativos disponíveis com as mais diversas funções, e mais apps estão sendo produzidos para funcionar com esse dispositivo. Alguns deles poderão ser acessados apenas após certos períodos de tempo que você passar na companhia de seu amigo de metal.

Cupons de desconto TecMundo: