Uma mulher britânica de 29 anos chamada Nicky Ashwell recebeu um implante de mão que está sendo considerado superavançado. Na verdade, trata-se da mão biônica mais avançada do mundo, segundo a empresa BeBionic, que criou o equipamento. Há possibilidades de movimentação incontáveis, e o nível de precisão está próximo ao de uma mão real.

A BeBionic trabalhou com tecnologias utilizadas na Fórmula 1 para conseguir miniaturizar partes mecânicas sem torná-las frágeis. Ao todo, são 337 peças desmontáveis, o que garante a Ashwell 14 pontos de precisão e pressão diferentes. Além disso, essa mão biônica é bastante resistente, conseguindo lidar com elementos de até 45 kg, mesmo que a usuária não tenha tanta força.

Os dedos são articulados com ímãs naturais raros para melhorar o balanço entre força e velocidade na movimentação. Foram incluídas ainda bolhas de ar nas postas dos dedos para que Nicky pudesse ter um retorno mais realista, uma vez que dedos humanos não são duros nas pontas.

A usuária conversou com o veículo oficial da BeBionic e explicou como foi utilizar uma mão biônica avançada pela primeira vez. Ela nasceu sem a mão direita, e, até então, nunca tinha tentando usar implantes.

“Quando eu usei a pequena mão biônica, foi excitante e estranho ao mesmo tempo. Ela imediatamente abriu tantas novas possibilidades para mim. Eu percebi que estava tornando minha vida desafiadora para mim mesma quando não precisava da mão. Os movimentos agora são fáceis de fazer e parecem naturais. Eu continuo sendo surpreendida por pequenas coisas, como ser capaz de carregar minha bolsa ao mesmo tempo em que seguro a mão do meu namorado. Eu também consegui fazer coisas que nunca tinha conseguido antes, como andar de bicicleta e levantar pesos”, declarou Ashwell.

A mão biônica é ligada diretamente a terminações nervosas do braço da usuária. Para saber detalhes médicos e técnicos de como isso foi feito, confira os arquivos PDF disponibilizados no site da BeBionic (em inglês).

Cupons de desconto TecMundo: