O processo de agilização de produção, segundo estudo realizado pela auditoria Deloitte em parceria com a Universidade de Oxford, deixará 35% dos profissionais no Reino Unido desempregados nos próximos 20 anos. A estatística cai para 30% analisando Londres isoladamente.

Tecnologia, automação e robótica farão a maior parte da mudança: trabalhos que exigem processos repetitivos e acompanham uma remuneração menor (até 30 mil libras por ano) têm mais chances de ser cortados de grandes empresas.

Os setores que serão mais afetados envolvem administração, vendas, transporte, construção e mineração. Cargos que exigem conhecimentos específicos ou criação artística, como engenharia, artes, direito e saúde, ficam fora da lista de risco analisada pela pesquisa.

Ainda que a informação seja preocupante para quem se enquadra nos cargos de risco, vale lembrar-se das oportunidades oriundas das novas tecnologias: segundo estudo feito pela norte-americana CareerBuilder, 68% das companhias que automatizaram parte de seu quadro de funcionários também criaram novas posições que acompanham a modernização do sistema.

Cupons de desconto TecMundo: