Tecnologias voltadas à automação dos processos de engenharia civil têm se desenvolvido a um ritmo acelerado – uma máquina capaz de erguer prédios como se estivesse montando uma “miniatura com peças LEGO” já foi, inclusive, pauta de uma de nossas notícias. Então que tal conhecer, desta vez, o “pedreiro do futuro”? Demonstrado nesta semana durante uma feira de robótica realizada em Londres (Reino Unido), o protótipo CR SAM desvela novos horizontes à construção civil.

Por meio da combinação entre peças de metal articuladas, o mecanismo pode erguer paredes de forma exímia. Economia de até 30% na carga de trabalho de construtoras, pouco impacto ambiental e, naturalmente, apresentação praticamente nula de riscos à vida de operários são alguns dos aspectos destacados pela Construction Robotics, fabricante do equipamento.

A máquina Semi-Automated Masonry (SAM) foi projetada para encaixar blocos de tijolo em perfeito alinhamento – um dos sensores embutidos no robô faz com que as paredes estejam sempre planas. A tecnologia eletrônica adotada por SAM tem sido desenvolvida desde 2007; em 2013, SAM entrou em um canteiro de obras na cidade de Nova York (EUA) e trabalhou ao lado de outros pedreiros durante a construção de um edifício comercial.

As estruturas responsáveis por oferecer suporte à máquina semiautomática são moldadas de acordo com as especificações espaciais do local que serve de palco às edificações. Vigas de metal móveis e esteiras fazem com que SAM possa trabalhar na construção de paredes sem grandes complicações. Saiba mais sobre Semi-Automated Masonry por meio deste link, em inglês.

Cupons de desconto TecMundo: