Intel fornecerá modelos para impressão 3D de robô funcional personalizável

2 min de leitura
Imagem de: Intel fornecerá modelos para impressão 3D de robô funcional personalizável
Avatar do autor

Durante o evento da Code Conference, o CEO da Intel, Brian Kzranich, trouxe um companheiro robô para o palco e anunciou algo bastante interessante: o fato de as pessoas poderem construir seus próprios robôs com o auxílio de impressoras 3D – e, claro, mais alguns componentes externos. Batizado de Jimmy, o robô que foi exibido na Code Conference é capaz de andar, falar, mover os seus braços, dançar e inclusive realizar alguns tweets (como você pode conferir aqui).

O Jimmy é o futuro da Intel em termos robóticos, sendo que suas peças serão disponibilizadas gratuitamente online para que os donos de impressoras 3D o imprimam e criem, junto com dois kits existentes, o seu próprio robô de modo, digamos, caseiro. O primeiro dos kits tem o preço estimado de US$ 1,600, enquanto o segundo, bem mais elaborado, é US$ 16,000. O primeiro kit virá com um Intel Edison, enquanto o segundo terá um processador Core i5.

A Intel prevê que as pessoas possam construir seus robôs e personaliza-los com menos de mil dólares em aproximadamente cinco anos. Sem datas específicas (porém confirmado até o fim do ano), as pessoas poderão realizar o download das peças do robô e utilizar impressoras 3D para imprimir as respectivas partes.

É claro que nem tudo pode ser impresso

O kit em si trará outros componentes essenciais que não podem ser impressos, como as baterias, o processador, o motor, entre outras peças essenciais para o funcionamento do Jimmy – em outras palavras, somente o esqueleto do robô que será impresso. Para ficar por dentro de mais informações sobre o lançamento dos kits, acompanhe o site oficial.

Como o robô em questão possui um código aberto, as pessoas que quiserem personalizar o seu Jimmy como quiserem poderão fazer isso sem problemas – e desenvolvedores poderão criar apps específicos para os robôs. Ideias como traduzir conversas ou cantar junto com as pessoas são algumas dessas possíveis aplicações. O conceito é que o Jimmy possa ser configurado para várias funções, se adaptando ao estilo de seus donos.

Brian David Johson, um dos membros da Intel que esteve presente no evento e apresentou o Jimmy, disse: “É como um smartphone com penas. O seu robô será completamente diferente do meu; você o customizará e programará seu grau de inteligência artificial, não ao ter um PhD em robótica, porém ao realizar o download de apps”, finalizou ele. E você, o que achou desse conceito? Mais detalhes do robô da Intel que pode ser impresso devem ser publicados nas próximas semanas. 

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Intel fornecerá modelos para impressão 3D de robô funcional personalizável