Pessoas que tiveram um membro amputado sempre sonharam em poder contar com uma prótese que, pelo menos, reproduzisse seus antigos movimentos com o poder de sua mente. Agora, isso pode virar realidade em breve, já que o governo dos EUA aprovou a produção de um membro robótico controlado pelo cérebro do paciente.

A DARPA (Defense Advanced Research Projects Agency) criou um braço que pode ser completamente controlado por ondas cerebrais. Chamado de DEKA-arma, ele usa uma tecnologia que captura impulsos elétricos na parte superior do membro, que seriam configurados como movimentos do braço pelo braço. Após compreender o comando, o prostético consegue realizar a ação sem problemas.

Nos testes realizados, o braço conseguiu realizar movimentos suaves e de controle delicado, como fechar um zíper ou pegar objetos pequenos sem que eles fossem esmagados no processo. O DEKA-arm é o primeiro aparelho do gênero que consegue realizar diversas ações robóticas simultâneas, o que facilita na hora de realizar funções mais próximas de um membro real do que antes.

O próximo passo é encontrar uma empresa disposta a produzir o DEKA-arm em grande escala e, em seguida, sua aplicação em pacientes. Mesmo que isso demore um tempo, isso já pode ser considerado um passo na direção certa por parte dos pesquisadores.

Cupons de desconto TecMundo: