(Fonte da imagem: Divulgação/Walk Again Project)

Em vez de optar por trazer um grande jogador do passado, uma celebridade ou autoridade de destaque para dar início à Copa do Mundo de 2014, a organização do evento decidiu dar essa oportunidade a um jovem desconhecido. O que deve diferenciá-lo é o fato de que ele sofre com paralisia e usará um exoesqueleto controlado pela mente para dar o pontapé inicial de uma das maiores festas esportivas do mundo.

Tudo isso será possível graças à contribuição do projeto colaborativo Walk Again, que desenvolveu um aparelho que utiliza a atividade cerebral de uma pessoa para permitir que ela movimente seus membros inferiores. O processo é feito através de eletrodos que enviam sinais sem fio ao exoesqueleto, cujo hardware transforma esses comandos em ações.

Um dos pontos que diferencia o projeto é o fato de o mecanismo utilizado gerar respostas táteis em seu usuário, o que torna a experiência mais semelhante ao processo de andar normalmente. A roupa mecânica possui sensores responsáveis por detectar toques, mudanças de temperatura e forças que atuam sobre sua estrutura, que são transmitidas através de sinais visuais (exibidos em um display) e monitores vibratórios.

O responsável por marcar o início da Copa do Mundo de 2014 será escolhido entre um grupo de jovens que atualmente passa por um processo de treinamento com o novo equipamento. Atualmente, estão sendo usados “exoesqueletos virtuais” no processo, que serão substituídos pelo mecanismo real em questão de pouco tempo.

Cupons de desconto TecMundo: