(Fonte da imagem: Divulgação/Backyard Brains)

Cientistas americanos estão tentando levar o estudo da neurociência para crianças, permitindo que elas controlem baratas através de comandos enviados de um smartphone. A polêmica invenção traria um aplicativo e uma pequena mochila que deve ser acoplada às costas do inseto.

A Backyard Brains, empresa especializada em neurociência, criou o Roboroach, um aparato que permite que baratas sejam controladas remotamente através de um app de smartphone. O método de instalação do Roboroach vem gerando polêmica, já que ele apresenta certa crueldade para com as baratas.

Antes de instalar o pequeno dispositivo no inseto, é necessário deixá-lo em água gelada para, em seguida, lixar a sua casca, removendo-a do corpo e da cabeça do bicho. Um conector é colado na barata e nele são instalados eletrodos, enquanto um fio deve passar pelo meio do tórax do inseto e outros eletrodos substituem suas antenas.

Críticos do Roboroach vem reclamando, com certa razão, do aparato. Em entrevista à BBC, o professor Michael Allen, da Universidade Queen, disse que o dispositivo poderia encorajar amadores a operarem organismos vivos. A Backyard Brains até recebeu emails que os acusam de estar ensinando crianças a serem psicopatas. Mesmo assim, o Roboroach continua à venda nos Estados Unidos, custando 99 dólares.

Cupons de desconto TecMundo: