O braço mecânico de um robô pode ser muito eficiente para depositar um prato sobre uma mesa, mas isso pode não se repetir caso o objeto seja “mais complexo”, sendo comprido e tendo a base mais fina, por exemplo.

Pensando justamente na capacidade de improvisação das máquinas é que as jovens pesquisadoras Jennifer Barry e Annie Holladay, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, o MIT, dos Estados Unidos, desenvolveram um novo algoritmo.

Ele permite que os robôs se adaptem a mudanças rápidas, agindo de forma diferente de acordo com a situação que se apresenta. Assim, em vez de usar apenas uma garra para coletar e depositar um objeto, a máquina se torna capaz de utilizar o outro braço para apoiar o item posicionado sobre a superfície, evitando que ele caia — como se vê no vídeo acima.

Cupons de desconto TecMundo: