Nem mesmo a longa tradição dos japoneses na área da robótica pôde evitar que a Toshiba passasse por uma saia-justa ao apresentar o Tetrapod, o robô que deve ajudar o governo do Japão a avaliar a situação na usina nuclear de Fukushima. Na oportunidade, o robô que deveria enfrentar situações difíceis quando entrasse em ação não conseguiu descer uma escada sem travar.

O aparelho da Toshiba precisou ser reiniciado para que a demonstração pudesse ser concluída para a mídia japonesa. Contudo, detalhes do problema enfrentado pelo Tetrapod não foram revelados.

Para explorar locais com alta concentração de elementos radioativos, o pequeno robô conta com uma proteção que pode mantê-lo “vivo” por um ano mergulhado em um ambiente com 100 milissieverts de intensidade radioativa. Isso é necessário pelo fato de, em 2011, a usina de Fukushima ter sido bastante danificada por tsunamis e terremotos que atingiram o Japão.

O processo de limpeza do local deve demorar décadas para ser concluído, e o governo do Japão ainda estuda novas formas de resolver o problema.

Cupons de desconto TecMundo: