DJs profissionais e aspirantes ainda podem respirar aliviados. Um robô criado pelo designer Daito Manabe e programado por Motoi Ishibashi, apesar de demonstrar mais uma atividade que um robô é capaz de executar, também prova que é necessário ter um muito mais que apenas muitos cabos reluzentes e um desenho inovador.

Posto à prova, este DJ cibernético demonstrou ter tanto talento quanto uma torradeira e provavelmente não teria muito sucesso agitando a galera nas pistas de dança mundo afora.

Embora projetos deste tipo não sejam uma novidade (um dos primeiros data de 2001), nossos concorrentes robóticos nunca conseguiram superar o talento do bom e velho disc jockey de pele e osso, que parece ter exatamente o que os robozinhos ainda não dispõem: sensibilidade e talento.

Bom, pelo menos ainda não!

Cupons de desconto TecMundo: