Engenheiros da companhia Raytheon-Sarcos, conhecida pelos exoesqueletos que desenvolve, criaram uma máquina robótica que nos aproxima ainda mais do futuro visto em filmes como O Exterminador do Futuro. A empresa adaptou dois braços robóticos gigantescos a uma base móvel, que podem ser operados de maneira intuitiva mesmo por quem nunca teve treinamento com maquinário pesado.

A máquina é capaz de reproduzir com exatidão todos os movimentos feitos pelos braços, cotovelos e punhos do operador, com direito a um retorno tátil para indicar a intensidade da operação realizada. Segundo o vice-presidente de operações da empresa, Fraser Smith, “toda a forma como você se move, os três ângulos de liberdade de seus pulsos, aquele em seu cotovelo e os três em seu ombro – os braços escravos podem se movimentar da mesma maneira que você”.

Operação remota

Smith afirma que todas as operações feitas pelos braços robóticos são enviadas ao operador, como uma forma de permitir uma maior consciência sobre o que ocorre no ambiente de trabalho como um todo. A força adicional proporcionada pela máquina faz com que ações que exigiam dois ou três operários possam ser feitas de maneira individual, garantindo maior agilidade e segurança ao processo de construção.

(Fonte da imagem: KSL.com)

Além de ser aplicado como forma de acelerar obras, a novidade tem potencial para ajudar muito em situações de desastres. A capacidade de levantar grandes pesos e a facilidade de operação tornam os braços robóticos inestimáveis no resgate de vítimas soterradas por escombros, trabalho que pode ficar mais seguro pelo fato de a máquina ser operada remotamente, evitando a exposição de humanos a ambientes perigosos.

Cupons de desconto TecMundo: