Segundo dados da Federação Internacional de Robótica, a Coreia do Sul é atualmente o país com a maior concentração de robôs industriais no mundo. Prática cada vez mais comum especialmente na Ásia, o emprego de máquinas inteligentes nas mais variadas linhas de produção encontra campo fértil na parte sul da península coreana.

As estatísticas mais recentes afirmam que o parque industrial sul-coreano conta atualmente com 531 robôs a cada 10 mil trabalhadores humanos, colocando o país asiático na primeira posição com certa folga. Depois da Coreia do Sul, Singapura é o segundo colocado, com uma taxa de 398 robôs a cada 10 mil trabalhadores humanos.

Em terceiro lugar está o Japão, com taxa de 305/10.000, pouco à frente da Alemanha, que conta com uma taxa de 301 robôs para cada 10 mil humanos. Finalizando as cinco primeiras colocações está a Suécia, com 212 trabalhadores robóticos para cada 10 mil humanos. Todos esses números estão bem acima da média mundial, que é de 69 para cada 10 mil.

A todo vapor

A Coreia do Sul é país mais robótico do mundo e isso deve apenas aumentar nos próximos anos. Recentemente, o governo do país asiático anunciou um investimento de US$ 450 milhões para os próximos cinco anos a fim de intensificar ainda mais o desenvolvimento e a fabricação de robôs.

Isso tudo cria um ambiente muito favorável a toda indústria de robôs. Tantos investimentos geram uma previsão de arrecadação de US$ 135 bilhões em todo o mundo para o ano de 2019. Em comparação, há apenas dois anos, em 2015, a mesma indústria faturou “apenas” US$ 71 bilhões.

Cupons de desconto TecMundo: