Além de tarefas domésticas e serviços em diversas indústrias, os robôs agora estão chegado ao jornalismo. De acordo com o jornal francês Le Monde e a agência Associated Press, ambas já estão utilizando máquinas para automatizar as próprias notícias.

Como isso acontece? Os robôs — na verdade são apenas computadores, nada de figuras humanoides — são alimentados com dados e geram textos a partir deles por meio de um padrão. Dessa forma, os veículos são capazes de aumentar quantidades de textos publicados.

A técnica, segundo os jornais, está sendo benéfica para editorias como a de esporte, mercado financeiro e eventos. Isso porque, normalmente, as notícias não demandam qualquer análise, interpretação ou linguagem sociocultural específica.

Os leitores acreditam que os textos criados por máquinas são mais confiáveis

Quem oferece o serviço é a empresa Syllabs, que já demonstrou o poder dos robôs ano passado durante as eleições francesas. A cobertura da Syllabs teve sucesso e noticiou mais de 34 mil municípios. A Associated Press comentou que, desde a implementação desse sistema, ela consegue publicar 3 mil notícias a cada trimestre.

A Universidade de Munique Ludwig-Maximilians (LMU) realizou uma pesquisa sobre a utilização dos robôs. De acordo com os resultados, os leitores acreditam que os textos criados por máquinas são mais confiáveis do que os escritos por humanos.

Apesar disso, os pesquisados indicaram que as notícias escritas por jornalistas são mais fáceis de ler. "Tudo o que um algoritmo pode fazer foi predeterminado pela pessoa que o escreveu. O programador decide o que ele pode ou não fazer. Ele sozinho não pode inovar nem reconhecer problemas não previstos ou elaborar perguntas aprofundadas", explica o pesquisador em comunicação da LMU e autor da pesquisa Dr. Andreas Graefe.

A abordagem de robôs em redações pode ser interessante: o trabalho de noticiar simples dados e resultados pode ser interessante e mais rápido. Contudo, a reportagem e o trabalho minucioso sobre o texto, além da investigação, felizmente, nunca serão substituídas.

Cupons de desconto TecMundo: