A Universidade de Stanford (Estados Unidos) e seu “Biometric Dextrous Manipulation Laboratory” (Laboratório de Manipulação Biométrica Ambidestra) estão demonstrando avanços bem interessantes em seus equipamentos de robótica. O novo trunfo dos pesquisadores está em microrrobôs que estão sendo chamados de µTug — que significa “microrrebocador”.

Este nome é uma alusão aos barcos rebocadores, justamente pela sua função. O microrrobô µTug é capaz de puxar grandes quantidade de peso, mostrando-se uma verdadeira obra de arte da engenharia atual. Com pés de alta aderência inspirados em lagartixas e motores de alta resistência, os microrrobôs são bem fortes e estáveis, conseguindo carregar cerca de 2.000 vezes o próprio peso.

Quando combinados, esse poder aumenta muito. Como você pode ver no vídeo publicado pela Universidade de Stanford, seis pequenos µTugs são suficientes para que haja o arrastamento de um carro de 2 tonelas. Levando em consideração o fato de que eles somam cerca de 3,5 gramas, podemos dizer que o peso carregado é de cerca de 560 mil vezes o peso total do sistema.

Vale dizer que as imagens foram aceleradas para mostrar mais velocidade. Os microrrobôs de Stanford ainda são muito lentos, mas isso pode mudar em breve — graças a melhorias que devem ser feitas no sistema nos próximos anos.  Você imagina o que robôs desse tipo podem fazer no futuro?

Qual será o futuro da robótica mundial? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: