O mais novo relógio inteligente em financiamento pretende fazer muito mais do que apenas mostrar as horas e mostrar mensagens recebidas. O The Pick Up Girls SmartWatch quer transformar pessoas inseguras em verdadeiros reis e rainhas da arte da paquera.

O objetivo do relógio é fazer com que você ganhe confiança e segurança na hora de chegar em alguém (ele só fala em "pegar garotas", mas deve servir para qualquer pessoa). Para isso, o relógio usa técnicas de hipnose e mensagens subliminares que condicionam o dono a se sentir mais legal, seguro e confiante.

O relógio faria as "sessões" enquanto você ouve músicas normalmente, reproduzindo duas faixas ao mesmo tempo — a canção e a mensagem. O dispositivo até vem com uma câmera para tirar uma foto da paquera em potencial e já ter um assunto para conseguir um número de telefone. Quer mais galhofa que isso?

O smartwatch ainda alega acompanhar um fone de ouvido especial que permite o envio de mensagens subliminares a uma frequência menor que 20 Hz, que "você não escuta, mas o seu cérebro sim". Segundo a fabricante, om sessões diárias, você constrói confiança, deixa de lado a timidez e vira um "paquerador natural".

Seus problemas acabaram! Ou não?

Calma, não vá correndo para a página do produto no Indiegogo deixar a sua contribuição. Vários fatores indicam que a página ou é um golpe ou uma brincadeira.

Para começar, as fotos são todas ilustrações com um design muito similar ao do GT08, um clone do Apple Watch. Além disso, o texto inteiro é muito exagerado, com referências a monges tibetanos (que meditam de forma tão profunda quanto o dono do relógio ao receber as mensagens subliminares) e ao filme "Matrix" (comparando o relógio a Neo aprendendo kung-fu ao simplesmente baixar as informações da luta no cérebro).

O próprio funcionamento é questionável: mensagens subliminares podem até funcionar, mas a confiança do usuário pode ser construída só com sugestão em vez das misteriosas frequências (quem aí se lembra da cena da "água mágica" no filme "Space Jam - O Jogo do Século"?).

Todo mundo parece ter ficado desconfiado: até a publicação da matéria, ninguém contribuiu para a meta de US$ 10 mil do projeto. É preciso pagar US$ 200 (cerca de R$ 690) por um protótipo do dispositivo.

Cupons de desconto TecMundo: