Relógios analógicos ou aqueles modelos digitais jurássicos têm baterias de dar inveja em qualquer gadget: elas duram inúmeros meses e, por um momento, o dono até se esquece de que está usando um eletrônico e de que, eventualmente, ele terá que efetuar a troca da fonte de energia.

Nessa era dos smartwatches, relógios inteligentes precisam ser carregados com a mesma frequência de outros gadgets. É aí que entra a Swatch: a tradicional fabricante anunciou que tem planos para lançar em 2016 uma bateria capaz de durar por até seis meses nesses novos dispositivos.

O CEO da empresa suíça, Nick Hayek, afirmou a um jornal local que a empresa está "trabalhando intensamente nesse problema" da bateria com fabricantes parceiras — a filial de pesquisas Belenos e a produtora de baterias Renata. "No próximo ano, nós chegaremos ao mercado com uma bateria revolucionária", confirma o executivo.

A confiança na tecnologia é tanta que Hayek alega que a bateria será usada não só em smartwatches, mas também em carros.

Cupons de desconto TecMundo: