O fenômeno das redes sociais na última década é inegável. O poder de atração que esses “clubes” virtuais exercem sobre as pessoas só vem se acentuando com o tempo, e parece que, quanto mais exclusivo for o acesso ao serviço, mais ele é valorizado – pelo menos por um tempo.

A última moda na categoria é o site Ello, que ficou conhecido por ser o “anti-Facebook”, apresentando uma rede social aparentemente livre de anúncios ou fins comerciais. A ironia com o Ello é que, por só ser possível se juntar ao site através de convites, diversos usuários estão vendendo ingressos de acesso pela internet afora.

Isso não é uma novidade entre as redes sociais, já que o recém-finado Orkut, à época de seu lançamento, também tinha acesso limitado a convites feitos por usuários já incluídos no serviço. Era comum encontrar sites fazendo sorteios para convidar alguns poucos sortudos para a rede que veio a se tornar sucesso entre os brasileiros, assim como era possível encontrar os convites sendo leiloados via email ou ICQ (sim!).

Ascenção e queda... de preços!

Está barato, mas não tão barato quanto a opção gratuita.

O “boom” inicial do Ello acabou atraindo o tino comercial do pessoal mais esperto, que conseguiu vender ingressos para o site por valores absurdos, não sendo raro que saíssem por até US$ 500, cerca de R$ 1,2 mil. Conforme o tempo foi passando e a oferta de convites foi sendo ampliada em páginas de leilão como eBay e Mercado Livre, os preços foram caindo vertiginosamente.

Enquanto durante um certo período alguns usuários conseguiram vender centenas de convites com valores entre R$ 25 a R$ 100, hoje o preço é mais “simbólico”, sendo possível encontrar dezenas de vendas a R$ 2. Mas isso não é tudo, já que, para acabar com a festa dos mais oportunistas, diversos vendedores têm oferecido os convites por míseros dois centavos – sim, você leu corretamente.

Para Rachel Fukaya, representante da nova rede social, “é bizarro que as pessoas estejam vendendo convites no eBay... Não sabemos de onde eles vêm, mas as pessoas não deviam se preocupar em comprar esses convites”. Rachel disse ainda que basta se cadastrar no site do serviço e ter um pouco de paciência, já que a própria empresa está convidando novos usuários constantemente.

Algum dos nossos leitores já está brincando no Ello? O que está achando da interface e funcionalidades da rede? Deixe a sua opinião mais abaixo, nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: