As redes sociais ocupam um papel cada vez mais central na vida das pessoas, sendo, assim, ferramentas importantes para políticos e mandatários. Nesse cenário, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro parece estar adiante de outros pares ao redor do globo, como indica o estudo “World Leaders on Facebook”, da BCW, parte da série “Twiplomacy”.

Atualmente, Jair Bolsonaro é o político com maior engajamento em todo o mundo, com mais de 145 milhões de interações nos últimos 12 meses. Esse número é quase o dobro de interações do mandatário estadunidense Donald Trump, que tem 2,5 vezes mais curtidas em no Facebook e pagou mais de 50 mil anúncios dentro da rede social desde a criação da página.

BolsonaroBolsonaro é o mandatário com maior número de interações no Facebook nos últimos 12 meses. (Fonte: BCW/Divulgação)

Quem lidera o ranking de líderes políticos mais curtidos do mundo é o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, com 43,5 milhões de curtidas (sem contar as 13,7 milhões de curtidas da página institucional do primeiro ministro). Trump está em segundo, com 23,8 milhões, enquanto a rainha Rania da Jordânia fica em terceira com 16,9 milhões.

Mudanças de algoritmos

As mudanças de algoritmos no Facebook para privilegiar postagens de amigos e familiares acabou prejudicando as interações nas páginas de políticos — apesar de um aumento de 10% no número de seguidores, o engajamento caiu 32,3% em relação àquele registrado em 2016, por exemplo.

Para driblar isso, alguns líderes investem em postagens pagas para impulsionar o seu alcance. Além das 50 mil publicações impulsionadas de Trump, a primeira-ministra do Reino Unido Theresa May pagou 74 anúncios apenas em dezembro de 2018 para promover a saída de seu país da União Europeia, o Brexit.

"Nosso mais recente estudo Twiplomacy confirma que, mesmo entre figuras políticas que atraem facilmente a atenção do público nas mídias sociais, uma estratégia paga ainda é essencial para garantir alcance e causar um impacto sério", comentou o diretor de inovação da BCW Chad Latz. "Além disso, vemos como alguns líderes são muito bem-sucedidos por serem pessoais e acessíveis na plataforma, usando todas as ferramentas à sua disposição, do Facebook Live ao Facebook Stories, para engajar suas audiências.”

A pesquisa da BCW usou dados da ferramenta CrowndTangle para analisar atividades de 962 páginas de chefes de estado, de governo e ministros do exterior no Facebook. Ao todo, as páginas avaliadas acumulam 345 milhões de curtidas em 449,7 mil postagens apenas nos últimos 12 meses. Tudo isso gerou um total de 767 milhões de interações — comentários, curtidas ou compartilhamentos.

Cupons de desconto TecMundo: