BlackBerry já foi uma gigante do mercado dos smartphones e atualmente é uma desenvolvedora de software, com seus direitos de fabricação de hardware atrelado à TLC desde 2016. Na terça-feira (05), a companhia canadense acionou o Facebook, o Instagram e o WhatsApp na justiça, alegando violação de propriedade intelectual e que isso é resultado de “muitos anos de diálogo” — aparentemente infrutíferos — com as empresas de Mark Zuckerberg.

O documento por enquanto não está disponível online e não há muitos detalhes, contudo, vários veículos, como o Engadget, revelam que a BlackBerry cobra patentes sobre o BlackBerry Messenger (BBM), um sistema de mensagens que permitia aos usuários enviar textos e imagens sem a cobrança de taxas. Algo que empresa diz ser uma versão preliminar de comunicadores instantâneos como WhatsApp e iMessage.

blackberry

O texto também aponta que o Facebook teria criado aplicativos “chupados” das inovações da BlackBerry, usando uma série de recursos inovadores relacionados a segurança, interface de usuário e funcionalidades “que tornaram os produtos da BlackBerry inicialmente tão bem-sucedidos”. Alguns desses recursos mencionados incluem notificações com o número de recados não lidos, a exibição de carimbos de data e a possibilidade de marcar amigos e familiares em fotografias.

Paul Grewal, advogado geral adjunto da rede social, já adiantou que não vai ceder. “O processo da BlackBerry reflete tristemente o estado atual de seus negócios de mensagens. Depois de abandonar a inovação, ela agora quer cobrar pela inovação dos outros. Pretendemos lutar.”

Cupons de desconto TecMundo: