Diferente do que acontece no Brasil, as eleições presidenciais dos Estados Unidos não acontecem em uma única data — muitos eleitores podem adiantar seus votos até mesmo através dos correios. No entanto, algo comum aos dois países é que você pode acabar entrando em problemas se decidir publicar uma selfie da cabine de votação — algo que pode afetar o cantor Justin Timberlake.

Em suas contas no Instagram e no Facebook, o cantor aparece registrando seu voto em uma cabine de votação localizada no Tennessee, seu estado natal. No entanto, o estado prevê que isso é algo ilegal, embora o uso de celulares e outros dispositivos para “propósitos informativos e para assistir votantes a fazer decisões” está permitido, definição que não engloba as selfies.

A imagem pode render muitos problemas ao cantor

Em uma declaração enviada à CNN, o Gabinete do Procurador Distrital do Condado de Shelby afirmou que a situação está passando por uma análise. Caso o cantor seja punido pelo ocorrido, ele deverá passar 30 dias na cadeia local ou pagar uma multa de US$ 50 (R$ 156), valor que não deve ser um problema para ele.

O ponto central da notícia é justamente discutir qual é o benefício que alguém (famoso ou não) tem de registrar nas redes sociais todos os momentos de sua vida. Embora se possa argumentar que a imagem do cantor votando pode estimular mais pessoas a ir às urnas, ele poderia ter feito isso de várias maneiras que não violavam a lei.

Cupons de desconto TecMundo: