Segundo fontes anônimas do Wall Street Journal, a Google estaria trabalhando em um aparelho de realidade virtual diferente de todos os concorrentes que já estão no mercado atualmente. Em vez de depender de um smartphone ou PC obter uma tela ou hardware para processamento, o tal produto da Google teria tudo isso construído dentro de si.

Isso quer dizer que ele funcionaria sem depender de nenhum outro aparelho, tendo uma tela e todo o hardware necessário para rodar games e outros softwares embutidos em seu próprio corpo. OGear VR da Samsung, por exemplo, requer a acoplagem de um smartphone compatível, e o Oculus Rift do Facebook precisa estar conectado a um PC de hardware avançado.

O que mais chegaria perto dessa ideia da Google seria o Microsoft HoloLens, mas este é um aparelho de realidade aumentada, e não virtual essencialmente. De qualquer maneira, com seu novo lançamento, a Google liberaria um novo modelo de tecnologia em realidade virtual, construindo praticamente uma nova plataforma. Não se sabe se ela seria aberta para outras fabricantes, entretanto.

Fala-se ainda que esse aparelho teria câmeras montadas na parte da frente viradas para fora, que serviriam para identificar os movimentos do usuário e, com isso, permitir mais realismo dentro do ambiente virtual.

Novo CardBoard

As mesmas fontes do jornal norte-americano ainda comentaram que a Google liberaria também uma “segunda geração” do CardBoard. O produto não seria mais feito em papelão, e teria sensores e alguns outros componentes eletrônicos acoplados em si para entregar uma experiência mais adequada. Ele seria feito em plástico, e concorreria essencialmente contra o Gear VR.

Por enquanto, não se sabe quando a Google pretende lançar esses dois produtos, mas, como estão em estágios iniciais de desenvolvimentos, é possível que sejam cancelados caso não consigam bater as metas de qualidade da companhia.

Será que a Google vai mesmo lançar dois novos aparelhos de VR em breve? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: