Com várias plataformas de realidade virtual aparecendo pelo mundo, muita gente tem ficado interessada em usar equipamentos de VR para finalidades “menos nobres” do que jogar e ver filmes de aventura e outras superproduções cinematográficas. De acordo com o Google Trends, “VR Porn” — ou “pornô em VR” — registrou um crescimento de 9.900% na quantidade de buscas no Google Search.

Esse número é referente ao período dos últimos 17 meses, mais ou menos quando as primeiras plataformas de VR começaram a se tornar uma realidade mais palpável par aos usuários. Com isso em mente, a indústria de vídeos adultos agora espera que, até 2025, o setor de pornô em VR gere uma receita de algo em torno de US$ 1 bilhão. É provável, portanto, que a categoria seja a terceira mais lucrativa em realidade virtual, atrás apenas de filmes e games.

Apesar de parecer ainda incipiente, já existem empresas tentando aproveitar o boom inicial das plataformas de VR. O site PornHub, por exemplo, já conta com uma seção de vídeos adaptados para serem consumidos em aparelhos como Gear VR, Oculus Rift e Google Cardboard.

Apesar disso, ainda não há notícias de uma grande quantidade de vídeo adulto produzido especialmente para realidade virtual, uma vez que a própria indústria cinematográfica tradicional ainda não mergulhou a fundo nesse mundo.

Cupons de desconto TecMundo: