Finalmente a Sony anunciou durante a GDC 2016 os detalhes que todos queriam saber sobre o PlayStation VR. O Tecmundo preparou um conteúdo especial para mostrar tudo o que sabemos até agora sobre o dispositivo de realidade virtual.

Agora a atenção do público se volta para os jogos que farão parte da biblioteca do PlayStation VR. Dito isso, de acordo com a Sony podemos esperar títulos bem desenvolvidos e que precisarão obdecer alguns critérios apresentados pela empresa.

O engenheiro sênior da Sony Computer Entertainment America, Chris Norden, foi bem claro sobre o nível de qualidade que a companhia quer para os jogos do PlayStation VR: nada menos do que 60 frames por segundo.

Jogo Headmaster, apresentado na GDC 2016 durante o evento Frame Interactive

“Se você enviar um jogo para nós e ele cair para os 55, 51, nós provavelmente vamos rejeitá-lo. Eu sei que eu não vou gostar nada disso, mas não há motivos para não atingir o frame rate certo. 60 hertz é o framerate mínimo aceitável, então coloquem isso na cabeça”, disse o engenheiro.

De acordo com Vernon Harmon, o gestor técnico da Sony, o PlayStation VR da Sony já provou ser capaz de atingir os 120 fps. Harmon contou que qualquer quebra na taxa de frames por segundo poderá causar uma experiência desagradável e nada confortável ao jogador, podendo até mesmo chegar a causar náuseas.

A Sony está correta em recusar jogos para o PlayStation VR com fps baixo? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: