Mark Zuckerberg parece ter entrado de cabeça no mundo da realide virtual. Primeiro o fundador e CEO do Facebook fez uma aparição-surpresa no lançamento do smartphone Galaxy S7 da Samsung, para anunciar uma parceria entre mídias sociais e realidade virtual.

Dias mais tarde, num discurso aos participantes do MWC, Zuckerberg chamou a atenção para as mudanças no consumo e compartilhamento de conteúdos, o qual começou com textos e passou a fotografias e vídeos à medida que a velocidade da Internet foi crescendo continuamente.

Agora, nesta quinta-feira (25), Mark Zuckerberg fez uma transmissão ao vivo em seu perfil diretamente de Berlin para anunciar que vai doar 25 servidores GPU de alta potência para laboratórios de pesquisa na Europa. O objetivo é avançar a inteligência artificial e, consequentemente, a realidade virtual.

"A realidade virtual vai precisar de 10 anos para se tornar uma coisa muito comum. Mas nós estamos comprometidos com isso. Nós temos recursos necessários para investir e utilizar esses investimentos em todo o mundo para ajudar a comunidade científica", explicou o CEO.

A empresa fechou uma parceria com Technical University of Berlin, concluindo a doação de quatro servidores para o setor de pesquisas. Instituições públicas interessadas devem se inscrever no Facebook AI Research (FAIR) Partnership Program. As expectativas de Zuckerberg é que os aparelhos de realidade virtual que conhecemos atualmente se tornem no futuro em uma espécie de óculos de uso cotidiano.

Até onde vai o interesse do Facebook na tecnologia de realidade virtual? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: