Durante o evento Bay Area Maker Faire, no último fim de semana, a Valve explicou como funciona o Lighthouse, um dos componentes do visor de realidade virtual HTC Vive.

Basicamente, o que o Lighthouse faz é criar pontos de referência para que os sensores do visor e do controle saibam em que lugar do ambiente se encontram e em qual direção. É, como o nome diz, uma espécie de farol.

Só que o aparelho opera com luz invisível aos olhos humanos. O que a pequena caixa faz é, primeiro, iluminar todo o ambiente com uma série de LED infravermelho. Depois, um laser infravermelho varre o local na direção horizontal e outro na vertical. Tudo isso é repetido 60 vezes por segundo.

Cálculos matemáticos

Os sensores do visor e do controle, por sua vez, captam a luz dos LEDs. Depois, eles ficam contando o tempo até que os lasers cheguem neles (se chegarem, porque o detector pode estar de costas para o Lighthouse). Através de cálculos, cada sensor sabe exatamente onde está e essa informação é transmitida para o sistema.

Segundo a Valve, a tecnologia é barata, e a companhia está disponibilizando-a de graça para qualquer um que queira fabricá-la. No vídeo abaixo, Alex Schwartz, da Owlchemy Labs, testa um programa que permite fazer malabarismos com utensílios de cozinha, mostrando a precisão do HTC Vive.

Via BaixakiJogos.

Cupons de desconto TecMundo: