Lembra-se de quando você se reunia com seus amigos para brincar de pique-bandeira e caça ao tesouro? Se você acha que essas brincadeiras são coisas do passado, substituídas pelas novas tecnologias, saiba que isso não é bem verdade.

O V.frame, projeto desenvolvido pelo grupo colombiano Me – you - outside, é um pequeno aparelho que traz os velhos jogos com uma nova roupagem. Ao invés de fazer você correr pelas ruas de mãos vazias, o pequeno equipamento faz com que as partidas fiquem muito mais divertidas graças à realidade aumentada.

Como funciona

A proposta do V.frame é bastante simples. Ele é um aparelho com tela translucida e tátil pela qual o usuário pode jogar o game TacticBomber, que mistura as duas antigas brincadeiras e cria algo dinâmico, divertido e totalmente novo.

V.frame: jogo com realidade aumentada

Com duas equipes, o objetivo do grupo no jogo é alcançar a base da adversária antes que ela o faça. Para isso, você deve utilizar o mapa interativo que é exibido na tela e seguir as coordenadas. O problema é que o time rival deve impedir seu avanço.

É aí que a realidade aumentada é utilizada como grande diferencial. Cada grupo possui pequenos papéis com códigos identificáveis pela V.frame que funcionam como armadilhas. Quando a equipe adversária passa por ele, algo acontece para impedir seu avanço, como perda de ponto, paralisia e outros efeitos negativos.

Configuração do V.frame

Além disso, o equipamento é capaz de encontrar objetos e itens escondidos nas coisas do cotidiano. Aquela velha lata de lixo no meio do caminho pode se mostrar um baú do tesouro disfarçado ou a pichação em frente à sua casa pode ser, na verdade, uma pista para um local seguro.

Conectividade

Mas as utilidades do V.frame não se resumem apenas a TacticBomber. Além das funcionalidades apresentadas, ele ainda serve como uma espécie de rede social.  Ao adicionar novos amigos ao seu perfil, você ganha pontos, que podem ser utilizados em jogos futuros. Outra possibilidade é criar comunidades.

O equipamento possui conexão Wi-Fi, Bluetooth e sistema GPS. Outra possibilidade é a de transferir dados de seu computador para o aparelho por meio da entrada USB 2.0 ou slot para cartão SD existentes.

Quando chega?

Conectividade

Apesar de tudo isso, ainda não há nenhuma informação sobre o lançamento do V.frame, já que ele é um projeto de graduação de um aluno do curso de Design da Universidad de los Andes. Porém, isso não muda o fato de ser uma ideia que muito em breve podemos ver sendo posta em prática.

 Um exemplo disso é que a realidade aumentada já é utilizada como elemento diferencial em vários outros jogos. Títulos como Photo Dojo (Nintendo DSi) e Invizimals (PSP) utilizam o recurso para que o jogador tenha uma maior imersão durante as partidas.

Objetos virtuais pela sua rua

Por mais que seja apenas um projeto universitário, o V.frame e o jogo TacticBomb mostram o quanto a realidade aumentada pode ser explorada a fim de fazer o que os consoles atuais lutam para conseguir: fazer com que homem e máquina interajam de maneira inteligente e divertida.

O que você achou desse projeto? Unir novas tecnologias a jogos antigos é uma tendência para o futuro ou apenas uma tentativa de inovar? Deixe sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: