(Fonte da imagem: Reprodução/Oakley)

Embora a Google tenha surpreendido muitas pessoas ao revelar o Project Glass, a empresa não é a única a considerar óculos com realidade aumentada um bom investimento. Em uma entrevista concedida à Bloomberg, o CEO da Oakley, Colin Baden, afirmou que a companhia está investindo em tecnologias capazes de ligar acessórios do tipo a smartphones.

Segundo Baden, o projeto ainda está na fase experimental, e a empresa ainda não sabe se vai lançar a novidade na forma de um produto próprio. Apesar das incertezas que cercam a novidade, o CEO forneceu algumas dicas do que podemos esperar em um aparelho do tipo.

Além de mostrar informações próprias, os óculos vão poder se conectar a smartphones através da tecnologia Bluetooth. Todas as funções do dispositivo são controladas através de comandos de voz, em um processo semelhante ao que acontece com o Siri, da Apple. Inicialmente, o público alvo do produto seriam atletas profissionais, que poderiam pagar os altos custos da novidade.

Baden afirma que uma tecnologia do tipo também poderia ser empregada por membros das forças armadas norte-americanas para facilitar a realização de missões. Segundo o CEO, o mercado está ávido por gadgets inteligentes, e a Oakley está preparada para vencer a concorrência quando se trata de desenvolver acessórios com designs elegantes.

Cupons de desconto TecMundo: