Pesquisadores holandeses estão estudando uma maneira de utilizar os recursos de realidade aumentada para elucidar crimes. O sistema, projetado na Universidade de Delft, permite a reconstituição virtual de cenas de crime, fazendo com que o acusado possa apontar itens e adicionar objetos de forma a dar mais veracidade às descrições.

A partir das evidências apontadas, tanto a perícia quanto os procuradores podem chegar a conclusões mais precisas e que, muitas vezes, fogem dos relatos e das lembranças descritas em depoimento. Para os estudiosos, o 3D poderá ser utilizado como evidência em tribunais em um futuro próximo. Uma experiência com a nova tecnologia será feita ainda neste ano.

Cupons de desconto TecMundo: