Conhecida por fabricar acessórios para games e laptops de alto desempenho, a Razer pegou muita gente de surpresa com um anúncio feito na noite da última segunda-feira (30). A companhia comprou a Nextbit, empresa responsável pela fabricação do Robin, smartphone cujas funções são totalmente baseadas no poder da nuvem.

Com a negociação, a Nextbit agora dispõe de mais recursos para desenvolver novos produtos e serviços para seus clientes. A fabricante de celulares afirmou que vai continuar atuando de forma independente no desenvolvimento de experiências únicas. “Para ser mais claro, vamos continuar fazendo exatamente o que sempre fizemos, somente estaremos maiores e melhores”, afirmou a companhia em seu blog oficial.

Vamos continuar fazendo exatamente o que sempre fizemos, somente estaremos maiores e melhores

A maior mudança imediata resultante da compra é o encerramento das vendas do Robin e de seus acessórios — quem já adquiriu o produto ainda vai contar com seis meses de suporte técnico. Enquanto o hardware do dispositivo vai perder sua garantia em breve, o suporte a seu software deve continuar pelo menos até fevereiro de 2018.

Embora a compra não seja garantia de que a Razer vai entrar no mercado de smartphones, é difícil descartar completamente a ideia. Nos últimos anos, a empresa vem diversificando cada vez mais suas atividades, seja adquirindo a fabricante de consoles Ouya ou investindo na THX, famosa companhia de áudio fundada por George Lucas.

Cupons de desconto TecMundo: