Ao procurar um headset voltado a jogos eletrônicos, não é somente a qualidade sonora que conta para muitos consumidores. Cientes disso, muitas empresas investem em produtos com design diferenciado e funções não exatamente essenciais — algo que muitas vezes se reflete em uma experiência de uso pouco confortável.

Com o Razer Kraken 7.1, a Razer leva em consideração essa preocupação estética ao mesmo tempo em que entrega um som impressionante. Provavelmente o produto da companhia que melhor combina custo e benefício, o acessório foi submetido a diversos testes pela equipe do TecMundo, que teve a oportunidade de utilizá-lo durante alguns dias.

Neste artigo, você confere as principais características do headset, incluindo detalhes sobre seu hardware e software. Após a leitura, não se esqueça de registrar a sua opinião sobre o dispositivo — ou deixar dicas de opções semelhantes ou com um melhor custo-benefício — em nossa seção de comentários.

Especificações

Fone

  • Engine avançada de som 7.1 virtual
  • 16,8 milhões de opções de cores para customização
  • Drivers: neodímio de 40 mm
  • Resposta de frequência: 20 Hz a 20 kHz
  • Impedância: 32 ohms
  • Conector: USB com revestimento de ouro
  • Extensão do cabo: 2 metros
  • Peso aproximado: 340 gramas

Microfone

  • Resposta de frequência: 100 Hz a 12 kHz
  • Sensibilidade @ 1 kHz: 40 dB + 4 dB
  • Relação sinal-ruído: 63 dB
  • Sistema: unidirecional
  • Preço médio: R$ 449,90 a R$ 679

Design

Com um design um tanto simples, o Razer Kraken 7.1 Chroma chama a atenção pelo tamanho generoso de suas saídas de som. Apresentando um acabamento arredondado, elas preenchem totalmente as orelhas do usuário, criando uma proteção bem-vinda contra ruídos externos que podem interferir na sua jogatina.

Apesar de grande, o acessório é leve e possui uma boa distribuição de peso. Essa característica, somada à presença de abas dobráveis, torna fácil transportar o produto dentro de uma sacola ou mochila — algo perfeito para jogadores que buscam mobilidade. No entanto, a opção de uma conexão USB restringe o uso do fone a dispositivos que apresentem entradas do tipo (o que inclui desde PCs até consoles, como o PlayStation 4).

A haste revestida em imitação de couro apresenta um logotipo da Razer em um tamanho generoso. Essa parte do acessório possui bastante flexibilidade e resistência, o que permite ajustar o dispositivo facilmente à cabeça, mesmo que você possua um crânio considerado grande.

As saídas de som se conectam à haste do dispositivo por meio de encaixes de plástico e apresentam um acabamento em forma de grade em sua parte externa. Como ficam ligeiramente “soltas”, elas podem se adaptar facilmente a diversos formatos de cabeça, o que garante uma experiência de uso confortável.

Na caixa de som esquerda, você encontra um microfone retrátil flexível, que possui extensão semelhante à de uma caneta comum. O acessório apresenta um botão que aciona seu modo mudo, cujo acionamento é indicado pelo desligamento da iluminação presente na ponta do microfone.

O efeito Chroma

É somente ao conectar o Kraken 7.1 Chroma ao seu computador ou console que o consumidor descobre o verdadeiro potencial do produto. A partir desse momento, os logotipos da Razer presentes na lateral do dispositivo começam a brilhar, o que dá a ele um visual ainda mais atraente.

No PC, através do software Synapse, você pode configurar a maneira como a iluminação lateral do dispositivo se comporta. Além de optar por uma cor estática, é possível fazer com que o acessório pareça estar “respirando” (através do modo Respiração) ou alternar entre um ciclo de espectros que alterna a cor utilizada de forma constante (são mais de 16,8 milhões de opções disponíveis) — efeito que pode ser sincronizado entre diferentes produtos da linha Chroma.

Desempenho

O Razer Synapse também se mostra importante para destravar o verdadeiro potencial sonoro do Kraken 7.1 Chroma. Sem o auxílio do software, o fone de ouvido se comporta como uma opção stereo competente, que não deixa muito a dever em relação a outras opções semelhantes no mercado — uma boa notícia para os jogadores do PlayStation 4.

Já quando o programa é instalado e devidamente configurado, entra em ação o sistema de surround 7.1 virtual da fabricante. Embora a solução não seja tão completa quanto aquela oferecida por um Home Theater ou um fone com drivers dedicados (como o Tiamat), ela se mostra mais do que suficiente para oferecer uma experiência sonora envolvente.

Através do software da fabricante, você pode ajustar completamente a maneira como o Kraken 7.1 lida com diferentes tipos de som. Além das opções “Boost de grave” (que aumenta a resposta a frequências baixas) e “Normalização de som” (responsável pela redução de variações de intensidade), um equalizador garante a possibilidade de realizar diversos ajustes na maneira como o fone de ouvido atua.

Independente de suas configurações, no entanto, fato é que o produto tende a priorizar os sons graves — o que pode ser um problema em algumas ocasiões. Caso você pretenda usar o acessório prioritariamente como uma solução voltada à reprodução de músicas, esteja atento ao fato de que muitos sons agudos e médios são perdidos pelo processo, o que pode fazer com que determinados elementos de suas faixas favoritas surjam um tanto “apagados”.

Na hora de jogar, o acessório não decepciona em qualquer momento. Games com trilhas orquestradas grandiosas como Dragon Age: Inquisition se provam ainda mais envolventes com o sistema virtual do acessório. Nesses momentos, o fato de o produto privilegiar tons graves se mostra positivo, ajudando a transmitir mais impacto em títulos do gênero FPS, ao mesmo tempo em que essa característica ajuda a denunciar os passos dados por seus inimigos.

Quebrando um pouco a má tradição da Razer na área, o microfone embutido apresentou um desempenho bom e se mostrou capaz de captar bem todas as falas. No entanto, a falta de filtros faz com que o produto sofra muita interferência externa, o que o torna uma opção pouco recomendada para quem deseja realizar gravações de áudio ou participar de podcasts.

Durante nossos testes, usamos o Kraken 7.1 Chroma por um período contínuo de quatro horas, e em nenhum momento o dispositivo se mostrou desconfortável ou passou a incomodar. No entanto, o acabamento em imitação de couro tende a se aquecer bastante — especialmente em dias quentes —, característica que pode incomodar alguns usuários.

Outro problema que encontramos está relacionado à falta de um controlador de volume próprio ao fone de ouvido, o que torna o usuário dependente de opções externas. O posicionamento do botão “Mudo” no microfone também pode ser melhor, visto que é difícil localizá-lo sem olhar diretamente para essa parte do dispositivo.

Vale a pena?

Quando se fala em produtos de alto desempenho voltados ao público gamer, é difícil encontrar uma opção tão completa quanto o Kraken 7.1 Chroma. Embora o preço do dispositivo não seja exatamente acessível — algo comum a produtos da categoria —, os benefícios que ele oferece são grandes —, mesmo que o acessório dependa de um sistema virtual e não apresente drivers dedicados a diferentes canais de áudio.

Entre os elementos que se destacam no produto estão seu software de configuração fácil de utilizar e o encaixe confortável que ele proporciona aos mais diferentes tamanhos de cabeça. Bastam alguns minutos usando o produto para se ver preso a seu game favorito, deixando de lado qualquer preocupação com o que está acontecendo no ambiente a seu redor.

Caso você procure um produto que una um bom desempenho, beleza e conforto, vale a pena dar ao menos uma chance para a solução da Razer. Embora o dispositivo peque um pouco por só apresentar uma conexão USB e pela qualidade mediana de seu microfone, ele é uma ótima opção para quem quer incrementar a experiência sonora de seus games — sem deixar de lado o uso de um acessório visualmente atraente.

Cupons de desconto TecMundo: