(Fonte da imagem: Reprodução/Cornell University)

Nas primeiras aulas de Química na escola, você aprende que o átomo é uma das menores partículas já descobertas, e que até pouco tempo atrás ele era considerado indivisível. Levando isso em conta, a descoberta de pesquisadores da Cornell University é ainda mais incrível: eles descobriram a menor folha de vidro do mundo, composta por apenas dois átomos em espessura.

Assim como várias outras descobertas, este caso foi totalmente acidental. Os cientistas, em parceria com alemães da University of Ulm, estavam no meio do processo de criação de “grafeno puro” quando notaram a presença de um estranho muco entre os compostos, provavelmente criado graças a um vazamento de ar.

Análises feitas posteriormente revelaram que se tratava de um vidro bidimensional e nunca descoberto antes, com a espessura formada por apenas dois átomos, oxigênio e silício.

O Guinness, o Livro dos Recordes, confirmou que a descoberta é o menor vidro do mundo. Apesar de ele não possuir utilidade em curto prazo para ser usado fora dos laboratórios, a descoberta deve ajudar cientistas a estudarem a composição do vidro com maior precisão.

Cupons de desconto TecMundo: