Hoje, em evento oficial na cidade de Nova York, a Qualcomm anunciou seu mais novo chipset: o Snapdragon 820. O componente que vai equipar a próxima geração de smartphones das mais variadas marcas vem para inovar em vários aspectos.

A promessa da fabricante é de duas vezes mais desempenho, graças ao processador Kryo, modelo de 64 bits com quatro núcleos que usa o sistema de gerenciamento Qualcomm Symphony — que controla recursos e energia de todo o componente.

A performance fica ainda mais completa graças à adição do chip gráfico Adreno 530, que promete até 40% mais poder de processamento em jogos, bem como capacidades computacionais,  se comparado ao Adreno 430. Antes de entrarmos em detalhes, confira as especificações completas do novo produto da Qualcomm:

  • Processador: Qualcomm Kryo
  • Litografia: 14 nm
  • Arquitetura: 64 bits
  • Clock da CPU: até 2,2 GHz
  • GPU: Qualcomm Adreno 530
  • API: OpenGL ES 3.1+
  • Memória: suporte para LPDDR4 de 1.866MHz dual-channel
  • Processador de sinal digital: Qualcomm Hexagon 680 DSP
  • Sensor de imagem: Qualcomm Spectra (14-bit dual-ISP)
  • Câmera: suporte para até 28 MP
  • Vídeo: captura e reprodução em até 4K
  • Codecs: H.264 (AVC) e H.265 (HEVC)
  • Display: suporte para 4K (no dispositivo e em saídas)
  • Carga: Qualcomm Quick Charge 3.0
  • Conectividade: Snapdragon X12 LTE
  • LTE: cat 12/13
  • Download: até 600 Mbps
  • Upload: até 150 Mbps
  • Bandas: LTE FDD e TDD / WCDMA / TD-SCDMA / EV-DO e CDMA 1x / GSM / EDGE
  • Wi-Fi: Qualcomm VIVE 802.11ac (até Tri-band Wi-Fi)
  • Radiofrequência: Qualcomm RF360
  • Localização: Qualcomm IZat Gen8C
  • Segurança: Qualcomm Haven
  • Armazenamento: UFS 2.0 / eMMC 5.1 / SD 3.0 (UHS-I)
  • Bluetooth: 4.1
  • NFC: suportado

Processador Kryo: quad-core personalizado

Entre tantos elementos, o processador ainda é o mais importante em um System-on-a-chip, o que motivou a Qualcomm a trabalhar arduamente para desenvolver um componente capaz de entregar mais performance sem comprometer a parte energética do produto.

O processador Qualcomm Kryo é integrado com o chip gráfico Adreon 530 e o processador de sinal digital Hexagon 680. Em conjunto, eles entregam performance de topo para tarefas multimídia e conectividade.

É importante notar que a fabricante dedicou muito tempo no design deste processador. O Kryo é construído com processo de litografia de 14 nanômetros e pode alcançar frequências de até 2,2 GHz com a arquitetura de 64 bits.

Conforme informação oficial da Qualcomm, o consumidor pode esperar até duas vezes mais performance e duas vezes melhor aproveitamento de energia quando comparado o novo Snapdragon 820 com o modelo anterior, o Snapdragon 810.

A promessa impressiona, mas fica a dúvida: como é possível obter tanto desempenho? De acordo com a fabricante, o sistema de gerenciamento Qualcomm Symphony System Manager consegue gerenciar todos os recursos do chipset, aumentando a capacidade de trabalhar com múltiplas tarefas.

Uma das grandes vantagens deste componente é o sistema heterogêneo (o Symphony aproveita todos os chips e delega tarefas de acordo com a necessidade), que consegue ser muito bem aproveitado em todas as situações. O resultado é um dispositivo muito mais robusto e eficiente em diferentes cenários do cotidiano.

Qualcomm Adreno 530: muito mais poder nos jogos

Como já comentamos acima, o novo chip de vídeo do Snapdragon 820 é muito inovador na questão de performance gráfica, mas a Qualcomm garante que ele não é um componente focado apenas em desempenho.

A ideia é levar até o consumidor um chip que seja capaz de entregar visuais ainda mais estonteantes, que se aproximam muito do que vemos nos jogos de computadores e consoles. Para tanto, a série Adreno 500 conta com suporte para a tecnologia OpenGL ES 3.1 + AEP (Android Extension pack).

O Adreno 530 oferece até 2,5 vezes mais performance que o Adreno 430

Além desta famosa API, o chip gráfico Adreno 530 é capaz de rodar apps com Renderscript, Vulkan e OpenCL 2.0 (tecnologia que já conta com o recurso Shared Virtual Memory, que visa melhorar a utilização da memória compartilhada com outros componentes).

No fim das contas, o Adreno 530 deve oferecer performance computacional até 2,5 vezes mais alta do que o Adreno 430 ou, conforme você pode presumir, é capaz de alcançar o mesmo poder da versão anterior com uma quantidade de energia muito menor.

X12 LTE: velocidade surpreendente de download e upload

Uma das grandes inovações da Qualcomm no Snapdragon 820 foi a inclusão do suporte para a tecnologia X12 LTE, que promete até três vezes mais velocidade de pico nos uploads e até 33% mais velocidade na hora dos downloads — se comparado ao atual padrão X10 LTE.

Desconsiderando as limitações de alguns países e suas respectivas operadoras, temos aqui um componente capaz de alcançar 600 megabits por segundo na hora de baixar arquivos e até 150 megabits por segundo no envio de dados.

Obviamente, é importante ressaltar que estes valores são limites teóricos, alcançados somente em laboratório, mas que provam a eficiência do novo produto da Qualcomm. Este avanço deve significar um salto surpreendente para o consumidor que usa as redes 4G no dia a dia.

Qualcomm Spectra: um novo mundo de fotografias

Com o avanço constante na parte de captura de imagens, muitas fabricantes optam por sensores cada vez mais robustos e que visam entregar imagens de altíssima qualidade ao consumidor. Entretanto, o sensor da câmera não trabalha sozinho, sendo necessário que o chipset também ofereça suporte para a captura das imagens.

Justamente por conta desta interdependência entre os componentes é que se faz necessário a evolução no chipset, o que levou a fabricante a incluir o Qualcomm Spectra no Snapdragon 820. Este processador de sinal de imagem garante o trabalho com fotografias de até 28 megapixels (ou mesmo duas câmeras, conforme você vê no vídeo acima).

Além disso, tal componente também possibilita gravar vídeos com resolução Ultra HD, formato que está se tornando padrão na indústria. Vale notar que o novo chip da Qualcomm também oferece suporte para a reprodução de vídeos nesta resolução.

Qualcomm Quick Charger 3.0: carregamento 4X mais rápido

Uma das tecnologias que vem ajudando as pessoas no dia a dia é a Qualcomm Quick Charger, que serve para recarregar a bateria em tempo muito menor do que acontece com carregadores comuns.

Para que esta tecnologia funcione apropriadamente é necessário ter o carregador dotado de tal capacidade, bem como suporte devido no smartphone. Vale notar que tal vantagem não é algo que depende da bateria, mas é uma tecnologia que já vem embutida no próprio System-on-a-chip.

Levando mais inovação até o consumidor, o Snapdragon 820 vem com a função Qualcomm Quick Charger 3.0, que realiza recargas quatro vezes mais rápidas do que acontece em celulares comuns e até 38% mais eficiente do que é possível com o Quick Charger 2.0.

Um chip mais poderoso do que você imagina

Como você pôde conferir acima, o Snapdragon 820 foi construído do zero para levar o máximo em performance computacional e energética ao consumidor. Isto só é possível graças ao conjunto completo desenvolvido pela Qualcomm, que promete entregar muito mais desempenho no dia a dia em todas as tarefas.

Todas as vantagens citadas neste artigo são apenas uma parcela das tantas inovações propostas pela fabricante, mas há muitos outros segredos escondidos no interior do componente. Resta aguardar pelos primeiros smartphones equipados com este chip para conferir as vantagens na prática.

Será que o Snapdragon 820 vai revolucionar os smartphones? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: