Tecnologia FlashLinq promete acabar com o Bluetooth e o WiFi!

Fonte: Qualcomm

Os últimos dias têm sido muito favoráveis para a Qualcomm. Processadores cada vez mais potentes e um aumento sensível nos aparelhos móveis que utilizam as suas tecnologias são um exemplo forte disso. Ainda assim, as coisas melhoram. A empresa demonstrou nesta semana a tecnologia de compartilhamento que deverá ultrapassar o Bluetooth e o Wi-Fi – o AllJoyn.

Até agora, o mundo se acostumou com protocolos de compartilhamento de curta distância, como os dois exemplos que já foram citados. E, até o momento, todos foram muito úteis. Porém, a promessa da Qualcomm é trazer algo maior do que plataformas. Isso fica bastante visível no fato de o AllJoyn não ser algo restrito para hardware próprio.

Sempre que o AllJoyn for incorporado a um aplicativo, o compartilhamento peer-to-peer (P2P) pode ser ativado e as trocas feitas com base na localização. Com o Bluetooth, você poderia fazer trocas se estivesse a aproximados nove metros de distância de alguém. A nova tecnologia da Qualcomm permitirá que você interaja com pessoas que estejam até a um quilômetro da sua localização atual.

AllJoyn segundo a Qualcomm

De acordo com a desenvolvedora dessa tecnologia, o AllJoyn é um software para desenvolvedores para facilitar as coisas tanto para usuários quanto para desenvolvedores. Isso porque basta o programador utilizar o código do AllJoyn em vez de começar a desenvolver algo assim do zero. Por isso, a Qualcomm trabalha, neste caso, com a licença opensource.

A companhia ainda destaca os múltiplos usos do AllJoyn. Durante a demonstração na MWC, foram utilizados quatro smartphones que compartilhavam fotos e um notebook que exibia uma partida de jogo multiplayer. Além desses dois principais nichos, este protocolo pode ser inserido em redes sociais, de forma a informar ao usuário quando um amigo se aproxima. Seria algo formidável para se usar com o Foursquare, Google Latitude ou Facebook!

FlashLinq: solução proprietária

Apesar de ser aberto, o AllJoyn possui uma solução proprietária desenvolvida pela Qualcomm – o FlashLinq. Para fazer funcionar esta função, é preciso, sim, ter hardware da mesma fabricante. Quando ativado, o FlashLinq consegue identificar aproximadamente 4.000 outros aparelhos habilitados que estejam até um quilômetro de distância.

Veja como funciona o FlashLinq

Fonte: Qualcomm

A conexão através do FlashLinq é impressionante. Uma vez estabelecida, existe uma banda de 15 Mbps para qualquer tipo de interação entre os usuários. Por isso, tecnologias de curto alcance como o Bluetooth já têm seus dias contados justamente por trabalhar apenas em curtas distâncias e com velocidade inferior.

Não deve demorar até aparecerem diferentes tipos de gadgets com o FlashLinq incorporado. Televisões, carros, celulares e uma infinidade de outros eletrônicos poderão interagir melhor e com mais facilidade.

Cupons de desconto TecMundo: