No início de 2013, a Qualcomm anunciou a tecnologia Quick Charge 2.0, que prometia carregar aparelhos eletrônicos de maneira até 75% mais rápida do que os métodos tradicionais. Com isso, os consumidores passariam menos tempo ligados à tomada, promovendo maior produtividade no seu dia a dia.

Esse recurso, que se faz presente na linha Snapdragon a partir da série 800, já é adotado em vários dispositivos, como Samsung Galaxy Note 4 e Note Edge, HTC One (M8), Sony Xperia Z3, Novo Moto X, Nexus 6, entre outros.

Visando promover e demonstrar a capacidade da sua tecnologia, a Qualcomm publicou recentemente um vídeo no seu canal do YouTube comparando o desempenho do Quick Charge 2.0 contra o de carregadores convencionais para reestabelecer a energia da bateria de um smartphone até que ela alcançasse 50% da sua carga total.

Em pé de igualdade

Nesse teste, foram usados três unidades idênticas do Nexus 6, modelo que possui uma bateria de 3.200 mAh. Um deles (da esquerda) estava conectado com um carregador convencional de 5 volts e 1 ampere; o segundo (do meio) com um dispositivo tradicional de 5 volts e 2 amperes; e o último (da direita) com um carregador compatível com a Quick Charge 2.0.

Após 10 minutos de carregamento, o primeiro aparelho teve 6% da sua bateria recarregada, enquanto os outros tiveram 9% e 14%, respectivamente. Passados 20 minutos de experimento, esses valores subiram para 10%, 17% e 26%.

Quando o relógio marcou 30 minutos, os percentuais de recarregamento eram de 16%, 24% e 38%. Por fim, o carregador Quick Charge 2.0 levou 40 minutos para recarregar a bateria do Nexus 6 em 50%, enquanto os demais dispositivos analisados alcançaram as marcas de 22% e 32%.

Cupons de desconto TecMundo: