Se você curte ler quadrinhos, pode ter percebido que esse formato de literatura está se adaptando aos novos hábitos digitais um tanto devagar. Ler esse tipo de conteúdo em tablets é mais fácil, por conta das telas grandes, mas, no smartphone, a coisa já é mais complicada. O quadrinista André Diniz pensou em preencher esse “vácuo” e criou um site onde ele publica suas obras que são concebidas desde o início para pequenas telas.

O site se chama Muzinga, que aliás é o nome do seu principal personagem. O diferente da plataforma é que ela consegue se adaptar perfeitamente a qualquer aparelho, seja smartphone, tablet ou computador. Em cada uma dessas plataformas, o conteúdo toma uma forma diferente, e os quadros ficam organizados sempre de acordo com o espaço na tela.

Muzinga.com.br está no ar desde o fim de 2013 e já tem algumas dezenas de histórias publicadas, todas gratuitas para ler. A maioria é sobre o próprio Muzinga, que é um personagem que tem mais de 200 anos e tenta descobrir os segredos da existência humana, especialmente o porquê de alguém conseguir viver tanto tempo assim. Ele viaja pelo mundo e conhece outros personagens bem diferentes.

Quadrinho responsivo

Diniz chama esse seu projeto de “quadrinho responsivo”. Ele explicou para o TecMundo durante o Tudo Geek Show – que acontece em Curitiba neste final de semana – que esse seria um tipo de quadrinho concebido desde o início para plataformas mobile, mas que pode ser lido em que qualquer outro meio digital. “O pessoal entra no site e lê ali mesmo, no celular, no tablet ou no computador”, explicou.

Para conseguir essa versatilidade, Diniz cria quadrinhos individuais com dimensões que podem caber na tela da maioria dos smartphones. Se a pessoa estiver lendo nesse suporte, ela vê um quadro por vez, rolando o site normalmente. Se ela usar o tablet ou o PC, os quadrinhos se organizam de uma forma diferente e até se juntam para formar um quadro maior.

Diniz vem publicando quadrinhos profissionalmente desde 2000, mas já trabalha com isso desde 1994, quando começou a escrever fanzines. Antes de colocar o Muzinga no ar, ele já tinha alguns títulos de relativo sucesso publicadas. “O Morro da Favela” é um deles, uma obra biográfica que conta a história de um fotógrafo carioca que era filho de um dos maiores traficantes da cidade em décadas passadas. Esse quadrinho foi publicado no Brasil, na França, em Portugal e no Reino Unido.

Cupons de desconto TecMundo: