A esse ponto, é provável que ninguém mais questione o fato de que o PlayStation 4.5 (ou 4K ou Neo, como muitos estão falando por aí) está chegando. Várias pessoas, no entanto, se perguntam o motivo de a Sony estar se preparando para um lançamento desses de maneira tão repentina – e a resposta pode estar em uma série de mudanças recentes ocorridas na AMD.

De acordo com rumores trazidos pelo membro Flight714 em um post no Reddit, a decisão da Sony viria após a AMD mudar seu modelo de produção para fabricar apenas transistores FinFET de 14 nanômetros, como comentamos em uma matéria anterior. É uma enorme diferença em comparação aos transistores planares de 28 nanômetros do PS4 atual.

Normalmente, isso seria facilmente resolvido pela Sony com o uso de uma técnica de encolhimento de matriz, para que o novo chip se encaixasse no tamanho do chip antigo. O problema é que, além da tecnologia de 14 nanômetros, a AMD também está dando lugar a seu novo sistema de processadores Zen Core, o que tornaria todo o processo inviável.

Mais do que apenas investir no novo

Em um caso desses, vale notar, a Sony poderia ainda continuar com o padrão de chips utilizados por ela em seu console. O problema é que, para isso, a AMD teria que criar uma linha de produção customizada apenas para a gigante japonesa, o que significaria um encarecimento considerável no processo de fabricação.

Diante da escolha de manter suas CPUs atuais ou de investir esses custos extras para oferecer um console com hardware atualizado, não é de surpreender que a Sony tenha preferido desenvolver seu PS 4.5.

É claro que, no fim das contas, tudo isso não passa de rumores sem qualquer sinal de confirmação. Mesmo assim, trata-se de uma explicação bastante plausível para tudo o que está havendo com a Sony – e até mesmo com a Microsoft e seu Xbox NeXt. Resta agora esperar para ver o que dessas informações se confirma ou não.

Você acha que o PlayStation 4.5 vai fazer sucesso? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: