De acordo com fontes do site GamesIndustry, o comentado capacete de realidade virtual do PlayStation 4 não deve dar as caras antes da primavera do ano que vem.

A referida fonte também diz algo sobre o funcionamento do periférico: o capacete terá seus movimentos registrados pela câmera PlayStation Eye do PS4.

(Fonte da imagem: Reprodução/GamesIndustry)

Quem testou ainda garante: o aparato consegue ser mais preciso do que o celebrado Oculus Rift. Entretanto, ao que parece, a Sony lida ainda com algumas questões de cunho estético. Aparentemente, o protótipo do HMD (head-mounted display) traz na parte frontal duas bolinhas de pingue-pongue, de forma que a PlayStation Eye seja capaz de captar os movimentos.

Parte do PS4 ou perfumaria?

No que se refere ao dilema “bundle ou não bundle”, entretanto, a Sony parece ter chegado a uma conclusão: assim como a câmera, o capacete de realidade virtual será vendido separadamente, a fim de tornar o console básico o mais barato possível. A Sony decide atualmente se o periférico deve se tornar um dispositivo vital ou apenas um acréscimo para o sistema.

De qualquer forma, a Evolution Studios trabalha atualmente com o headset a fim de simular uma visão do cockpit em seu novo Drive Club — título que deve acompanhar o lançamento do PlayStation 4, como tradicional mostruário tecnológico. Não por acaso, o capacete de realidade aumentada do novo sistema passa a ser comentado pouco tempo depois de a Sony ter anunciado seus novos displays HMD.

Ademais, o PlayStation 4 deve ser lançado no dia 15 de novembro (US$ 399) nos EUA. Um total de 32 países deve receber o novo sistema da Sony a tempo dos feriados de fim de ano.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: