Falando ao site The Guardian, Andrew House, chefe da Sony Interactive Entertainment, revelou um dos propósitos da Sony com o PlayStation 4 Neo. Segundo o executivo, essa é uma aposta da empresa para não perder seus jogadores para o PC, uma vez que, para alguns destes, talvez o PlayStation 4 não ofereça as melhores especificações e experiências. 

“Percebemos que parte da nossa audiência tende a voltar para os computadores em algum momento porque essas são as pessoas que querem o melhor desempenho gráfico. Por isso, existe uma boa oportunidade para os manter dentro do nosso ecossistema. Se você acabou de comprar uma televisão 4K, talvez não encontre muito conteúdo por aí, então haverá algo interessante relacionado a jogos preenchendo essa lacuna”, comentou House. 

Percebemos que parte da nossa audiência tende a voltar para os computadores em algum momento porque essas são as pessoas que querem o melhor desempenho gráfico. Por isso, existe uma boa oportunidade para os manter dentro do nosso ecossistema

Ao site da TIME, Shaw Layden, presidente da Sony Interactive Entertainment Worldwide Studios, comentou o mesmo que foi apontado pelo outro executivo, adicionando a informação de que os jogos vão rodar nas plataformas de maneira igual e que a única diferença seria a qualidade gráfica. 

“Não queremos criar uma divisão de mercado com o PlayStation 4 Neo. Não vamos criar diferenças entre as versões, haverá apenas um jogo a venda e ele rodará em ambos os consoles. Você vai ter a mesma experiência, mas uma terá resolução superior e experiência gráfica melhorada, mas o restante é exatamente o mesmo”, comentou Layden.

Será que o PlayStation 4 Neo realmente terá força para afastar os jogadores dos computadores de ponta voltados para jogos?

Pego de surpresa 

O bate-papo com o The Guardian também serviu para que House comentasse que ficou surpreso com o fato de a Microsoft ter anunciado o Project Scorpio durante a E3 2016, especialmente ao observamos que estamos a mais de um ano de seu lançamento (ele foi prometido para o final de 2017). 

“Fiquei surpreso com a decisão de anunciar algo que está a mais de um ano de ser lançado. As dinâmicas da indústria tecnológica são tantas que há uma ênfase muito maior em gratificação imediata do que antes. Muito disso está relacionado ao modo como a Apple conseguiu gerenciar a questão do ‘disponível já’”, comentou o executivo. 

Na ocasião, ele também disse que a Sony experimentou isso em 2013, quando apresentaram um conceito e o nome do PlayStation 4 e todos estavam perguntando onde o console estava. Além disso, ele também ressaltou que a confirmação da existência do PlayStation 4 Neo foi feita para não desapontar o público – afinal, a revelação vai acontecer apenas quando o time estiver pronto e sentir que há material suficiente para ser mostrado.

Via TecMundo Games.

Cupons de desconto TecMundo: